Plantas e Flores

6 técnicas para fazer um bonsai

Existem seis formas de fazer o seu próprio bonsai. Conheça em detalhe o que as distingue.

Semente

A forma mais primitiva é através de semente, e sendo esta a forma mais lenta, é por isso pouco utilizada. Além disso, não existem sementes de bonsai, pois todas essas sementes são de árvores normais que, posteriormente trabalhadas, se transformam em bonsai. Devemos contudo acrescentar que existem certas espécies em que temos de recorrer obrigatoriamente a este método de propagação para conseguirmos criar desde o seu nascimento boas características, por exemplo, em espécies como os pinheiros negros, as zelkovas serrata, ou outras espécies mais raras.

Outra das razões para cultivar a partir de semente é a possibilidade de conseguirmos criar mais facilmente bonsai de menor tamanho. No Japão, e fruto do cultivo de bonsai durante anos em sementes hoje existem bonsais de tamanho shohin (até 25 cm) com uma qualidade estética muito elevada. Existem alguns cuidados a ter quando trabalhamos com sementes, como a estratifi cação ou a escarifi cação, mas, norma geral, o processo é extremamente simples. Não deve guardar sementes durante vários anos pois reduzem a sua capacidade germinativa. O melhor será sempre recolher as sementes das árvores de espécies que apreciamos.

Devemos experimentar todas as técnicas, como a semente ou a estacaria, e progressivamente ir avançado para técnicas mais complexas, como a enxertia ou yamadori

Estaca

Outra forma é por estaca, sendo apenas aplicada às espécies que ganham raiz por este método. É uma forma algo lenta porque na maioria das vezes, dependendo da espécie, só ganham raiz os ramos médios e fi nos levando o seu devido tempo para engrossar. Porém, existe na nossa flora espécies ideais para serem utilizadas utilizando esta técnica, como a figueira ou a oliveira, onde é possível  utilizar troncos já com algum calibre e facilmente ganham raíz.

Enxertia

Uma das formas mais rápidas, e por isso muito utilizada nos viveiros de bonsai, é através de enxerto; Através deste método veem-se os resultados em pouco tempo. Neste caso é necessário haver um porta enxerto (planta mãe já com raiz e com tronco grosso) que recebe os enxertos, originando um bonsai já com uma certa idade. Contudo, este método não é frequentemente utilizado para se conseguir bonsai de boa qualidade, excluindo-o assim de uma das melhores formas de obter um bonsai. Contudo, é importante para propagar facilmente espécies. No Japão é frequente enxertas o pinheiro branco japonês (pinus parviflora) muito apreciado pela sua folhagem em troncos de pinheiro negro (pinus thumbergii), por possuir um forte sistema radicular.

Escolha bem à espécie e crie o seu próprio bonsai. Recolher sementes para esta arte é uma prática ecológica e gratuita.

Alporquia

O enraizamento aéreo, ou alporquia, é outra forma rápida, visto que através deste (ao contrário do método de estaca), já podemos utilizar ramos mais grossos, que ganham raiz sempre em contacto com a árvore mãe, sendo este somente separado quando tiver a sua própria raiz.

Yamodori

Além destas formas ainda podemos criar bonsai recolhendo árvores da natureza [yamadori] sendo o melhor local,por exemplo, onde existem animais (ovelhas, etc.) já que limitam o crescimento das árvores. A realização de yamadori é punível por lei segundo a proteção da flora, presente no Decreto-Lei n.140/99 de 24 de abril, pelo ICN. Só é aconselhada a pessoas que conheçam minimamente como realizar este método, que tenham já formação específica dentro desta temática e tenham as devidas autorizações para realizar a recolha do exemplar. Doutro modo, a árvore, mais cedo ou mais tarde, acabará por morrer por não serem tomados os devidos cuidados, e sacrifica-se um exemplar que cresceu durante décadas na natureza. Apesar de muitos autores referirem a utilização desta técnica está longe de ser uma maneira rápida de  obter material para bonsai.

Muitas das nossas espécies frutíferas propagam-se facilmente. Pode cultivá-las como bonsai, como é o caso desta macieira silvestre, onde se destaca o fruto pequeno

Plantas de viveiro

De todas as formas citadas, sem dúvida a mais rápida, e uma das melhores, é adquirir plantas de viveiro e num período de tempo curto poderemos ter um bonsai já bastante maduro. Os viveiros fornecem o melhor material para ser trabalhado como bonsai e existe um vasto leque  de espécies.

Fotos: Thinkstock 

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar