Hortícolas e Frutícolas

A cultura da faveira

faveira

Nomes comuns: Faveira

Nome científico: Vicia faba L.

Origem: Sudoeste Asiático (região sul do mar Cáspio)

Família: Leguminosas

Factos históricos: Segundo dados arqueológicos, a fava era consumida no 6º milénio A.C. Foi cultivada no antigo Egito, considerada impura nalguns regiões e não suportável à vista dos sacerdotes.

Características: Planta herbácea com altura de 0,7-1,5 m, caule quadrangular, sistema radicular aprumado e profundo e flores de cor branca com pontos negros. Tratando-se de uma leguminosa, esta planta estabelece uma relação simbiótica com o rizobio que consegue fixar o azoto atmosférico.

Fecundação/polinização: A fecundação é cruzada e é essencialmente feita pelas abelhas (abelhas do mel) e floresce em dias curtos (menos que 13 horas).

Ciclo biológico: Anual

Variedades mais cultivadas: “Aquadulce” (temporã de vagem comprida), “Algarvia” (temporã de vagem larga), “Muchamiel”, “Windsor”, “Grimaldi”, “Stereo”, “The Sutton”, “Marais”, “Three fold White longpod”, “Granadina” e “de Sevilha”.

Parte comestível: As vagens (que podem ter mais de 35 cm) e as sementes (2 a 9 em cada vagem).

Condições ambientais

Solo: Prefere solos profundos de textura média e com capacidade de reter a água. O pH deve ser de 6-7.

Zona climática: Temperadas

Temperaturas: Ótimas: 18-22ºC; Min: -3ºC; Max: 35ºC

Paragem do desenvolvimento: 6-8ºC; Germinação: 12-20ºC

Exposição solar: Direta

Humidade relativa ótima: 70%

Fertilização

Adubação: Estrume de bovinos e porco. Colocar pequenas doses de cinzas de madeira e vermicomposto.

Adubo Verde: Apenas com cereais (azevem, centeio, etc).

Exigências nutritivas: 1:2:3 (azoto: fósforo: potássio).

Técnicas de cultivo

Preparação do solo: Lavrar o solo à profundidade de 25-30 cm com um fresa.

Data de plantação/sementeira: No fim do outono e princípio do inverno

Tipo de plantação/sementeira: Direta, enterrando duas sementes por covacho, que nascem passados 10-15 dias.

Faculdade germinativa (anos): 4-6

Profundidade: 4-7 cm.

Compasso: 25 x 40 cm

Consociações: Alcachofras, alfaces, batatas e aipo.

Amandos: Sachas (na fase inicial da faveira) ou outro tipo de monda para combater as infestantes; Amonta, junto ao caule; Montar tutores nas variedades mais altas; Cortar as extremidades, assim que atinjam o comprimento máximo para limitar o ataque do pulgão.

Regas: Sendo uma cultura de outono-inverno, as regas só devem acontecer no caso de não chover.

Entomologia e patologia vegetal

Pragas: Gorgulho, piolho-negro, lesmas, e caracóis.

Doenças: Botrytis, ferrugem, míldio, oídio, antracnose, murchidão da faveira e podridões

Acidentes: Tolerância à acidez e à salinidade é moderada.

Colheita e utilização

Quando colher: Entre março e abril, 90 a 120 dias depois da sementeira.

Produção: Entre 5-15 t/ha de vagem fresca.

Condições de armazenamento: Temperatura de 0ºC e 95% de humidade relativa durante 2 a 3 semanas.

Usos: Em sopas, guisados e estufados.

Foto: Thinkstock

Gostou deste artigo? Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest e subscreva o nosso canal no Youtube.

Poderá Também Gostar