Notícias

A agricultura biológica portuguesa já tem uma federação

Foi apresentada em Lisboa a Federação Portuguesa de Agricultura Biológica (FPBIO). A missão desta organização é representar os membros junto de instituições políticas nacionais mas também a nível internacional, em instâncias comunitárias e outras. De acordo com AGROBIO, o objetivo principal é promover e divulgar a agricultura biológica nacional.

O momento é oportuno para o nascimento da FPBIO. O sector está a viver momentos importantes com: “a discussão da futura Política Agrícola Comunitária (2020-26)”, “a Estratégia e Plano de Ação Nacional para a Agricultura Biológica” e a “revisão da Regulamentação Europeia da Agricultura Biológica“.

“É altura destas organizações representadas na FPBIO assumirem um papel político determinante no futuro da Alimentação e Agricultura Biológica Nacional contribuindo para a Soberania e Segurança Alimentar Nacional“, afirma a AGROBIO.

Organizações que compõem a Federação Portuguesa de Agricultura Biológica 

A federação é composta pela QUERCUS – Associação Nacional de Conservação da Natureza, pela AGROBIO – Associação Portuguesa de Agricultura Biológica, pela BIO AZÓRICA – Cooperativa de Produtores Biológicos (Açores), pela BIOPROTEC – Associação Nacional dos Engenheiros de Agricultura Biológica, pela COPADONORDESTE – Cooperativa de Produtos Agrícolas (Macedo de Cavaleiros), pela ESAC – Escola Superior Agrária de Coimbra e pela ORGANICA – Associação de Consumidores da Madeira.

Recorde-se que, a agricultura biológica é uma área que tem estado a crescer em Portugal nos últimos anos. O que se tem traduzido no aumento da procura e da oferta de produtos biológicos.

Foto: Pixabay

 

Poderá Também Gostar