Hortícolas e Frutícolas

Alface: saiba como cultivá-la

alface

A alface é provavelmente o legume mais utilizado para se comer cru. É difícil imaginar uma salada sem alface, de tal maneira que os franceses, apesar  de terem o termo “laitue” para a designarem, chamam-lhe simplesmente “salade”.

Uma das grandes vantagens da alface é que ela pode ser plantada todo o ano. Existem variedades de verão e de inverno – estas últimas aguentam-se bastante tempo com um crescimento lento e com a vantagem de podermos ir retirando folhas para consumir e deixar a planta continuar a crescer.  No verão, mesmo com as variedades apropriadas e sobretudo com temperaturas acima de 30 ºC, temos de ter cuidado, pois elas facilmente espigam e as folhas ficam rijas e já não devem ser consumidas. Por isso, durante esta época, plante 10-12 pés de três em três semanas para poder ter alfaces todo o verão.

A alface tem um grande poder de absorção de pesticidas e herbicidas. Por isso, compre as que são produzidas em modo biológico e tenha sempre o cuidado de lavar bem as folhas.

Apesar de nunca olharmos para a alface como uma planta medicinal, ela tem muitos benefícios para a saúde. É uma fonte de vitaminas importantes para o organismo – A, B1, B2 e B3, C e K. Contém ainda fibras, betacaroteno, pectina, lactucina, ferro, cálcio, potássio, magnésio e sódio.

Cuidados de cultivo

Inicia-se a sementeira de verão de fevereiro a maio e a de inverno de setembro a novembro. Pode ser semeada em canteiros ou em alvéolos. Quando tiverem quatro a seis folhas, podem ser transplantadas para local definitivo. Em zonas mais quentes, o transplante deve ser feito nos períodos de menor calor e de preferência já com o solo irrigado.

A alface tem um sistema radicular pouco desenvolvido – a maior parte das raízes desenvolve-se entre os 10 e os 25 cm de profundidade. Isto faz com que as plantas sejam muito sensíveis à falta de água. Por isso, na época mais quente, tenha cuidado para não deixar secar muito a terra, pois isso pode matar a planta ou dificultar o seu desenvolvimento saudável.

A alface é uma cultura relativamente fácil e não requer muitos cuidados nem tratamentos fitossanitários. Desenvolvem-se melhor em solos férteis e para isso é essencial fornecer-lhes matéria orgânica, que melhora substancialmente a estrutura do solo, aumenta a capacidade de retenção de água e nutrientes, e facilita a circulação da água e das raízes das plantas. A alface tolera mal os estrumes frescos, pelo que devem estar bem decompostos.

Pode ser associada a quase todos os outros legumes da horta, mas evite plantá-la ao lado de batata, rabanete e salsa. A colheita pode ser feita durante quase todo o ano. Corte a planta inteira ou vá tirando folhas à medida que for necessário. De preferência, colha na parte da manhã para que esteja mais crocante.

Na altura de comprar, deve-se dar preferência às de folhas limpas e de cor brilhante. Para conservação, convém retirar as folhas murchas e guardá-la no frigorífico, onde se conserva por dez a 14 dias.

Sabia que…

Lactuca sativa é o termo latino que significa alface cultivada? O termo Lactuga e seus derivados encontrados em várias línguas europeias advêm de uma substância branca leitosa que se encontra no caule quando cortado. O nome alface vem do árabe “al-khass”.

Fotos: Thinkstock

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar