Cultivar Bio

Aproveite e multiplique plantas para a sua horta

Existem muitos alimentos que consumimos e erradamente deitamos fora, mas que podem ser replantados e nunca mais teremos de os comprar. Com esta atitude, podemos poupar muito dinheiro e ter alimentos sempre frescos e produzidos de forma biológica.

sua horta

Hortelã-pimenta.

 

1. Hortelãs e mentas (hortelã-pimenta, hortelã-chocolate, hortelã-da-ribeira, etc.)

Separe mais ou menos três pares de hastes de hortelã com uns 10 a 15 cm, escolha as mais bonitas, retire as folhas da parte de baixo, deixando apenas algumas folhas na parte superior. Coloque-as num copo com água até a metade e deixe num lugar ensolarado, troque a água de dois em dois dias. Quando as raízes estiverem com aproximadamente 2 cm, está na altura de replantar num vaso médio, grande ou numa floreira com drenagem, pois necessita de solo bem drenado e de muita água. Em nenhum momento, a terra poderá ficar seca.

Alecrim.

 

2. Alecrim, lúcia-lima, alfazema, erva-do-caril

Faça o mesmo processo inicial da hortelã. Depois plante os ramos semilenhosos (nem muito velhos nem muito novos) num vaso com furos em baixo para drenar a água, numa mistura de 2/3 de areia grossa e 1/3 de substrato de plantação. São plantas que não necessitam de muita água, logo não regue demais, mantenha-o num local ensolarado. Vá cortando os ramos quando precisar, depois replante de novo.

Alho.

 

3. Alho

Quando os dentes de alho começarem a espigar, vemos uma pontinha verde a surgir. É altura de os colocar num vaso com substrato ou no canteiro. Normalmente, acontece na época do Natal. Alguns meses depois, terá uma nova cabeça cheia de dentes.

Aipo.

 

4. Aipo

Cortar uns 5 cm do talo deixando a parte onde estava a raiz, colocar numa vasilha com água e trocar a água de dois em dois dias. Mantenha húmida a parte de cima da planta para esta não secar. Coloque num local ensolarado. Alguns dias depois, folhas amarelas irão brotar no centro e depois ficarão verdes. Cinco a sete dias após as folhas terem brotado, mude a planta para um vaso bem drenado, com uma boa mistura de substrato; em breve terá talos de aipo para os seus pratos e sopas.

sua horta

Erva-príncipe.

 

5. Erva-príncipe

Coloque os talos, de preferência com a parte da raiz em água, até criar as raízes, mude então para um vaso com substrato de plantação. A erva-príncipe suporta bem o sol, deve ser regada regularmente sem excesso. Em poucas semanas, terá a planta pronta a ser consumida em pratos culinários ou tisanas.

sua horta

Gengibre.

 

6. Gengibre

Quando a raiz começar a brotar, embeba em água morna durante uma noite. Com o broto virado para cima, enterre a raiz num vaso profundo, que escoe bem a água e com terra arejada. Escolha um vaso grande e poderá plantar até três raízes, dispondo-as à mesma distância umas das outras. Coloque o vaso num local à sombra, mas certifique-se que a zona não é demasiado fria. A temperatura ideal para o gengibre será à volta de 24 a 30 graus Celsius. De vez em quando, é possível que tenha de acrescentar terra para que a raiz se mantenha enterrada. A planta do gengibre não deve estar exposta diretamente ao Sol e gosta de boas regas. Também poderá usar a planta de forma ornamental.

Fotos: Thinkstock, Pixabay

Poderá Também Gostar