Plantas e Flores

Arbustos de flor invernal

A partir de meados do inverno e até às primeiras semanas da primavera alguns arbustos cobrem-se de flores, por vezes perfumadas, que dão ao jardim um toque diferente. Embora possa plantar isoladamente, ficam melhor em grupos, formando sebes, ou inclusive junto a muros. Por exemplo, Hamamelis, um exemplar caducifólio, que se destaca pelas flores, semelhantes a aranhas. Amelanchier, que apresenta flores brancas, fragrantes e em forma de estrela. Chaenomeles, cuja maior atracção reside nas flores em vermelho ou rosa.; Pieris, um compacto arbusto de flores brancas pendulares; Skimia, que apresenta flores estreladas; Jasminum nudiflorum, um arbusto trepador como flores amarelas; Viburnum, que além de flores, apresenta bagas escuras; Rhododendron, arbusto perene com flores abundantes e Camélia com a sua esplêndida floração.

O Rododendon yunnanense é um dos arbustos mais precoces em floração

Guia de cuidados

Localização – em sombra ligeira

Excepto o amelanchier, cuja floração brilhará mais ao Sol, todos preferem sombra ligeira porque o Sol pleno pode queimar as flores. Em clima atlântico, coloque estas plantas ao Sol e resguardadas do vento.

Plantação – no outono ou primavera. 

O outono ou a primavera são as alturas ideais para adquirir estes exemplares em vaso ou com raízame e plantar no jardim. Alguns, como a esquimia ou a camélia podem ser conservados em vasos.

Chaenomeles japonica em flor, apesar do frio

Terreno –  com tendência ácida.

Crescem bem em solos férteis, ricos em matéria orgânica e com boa drenagem. Mas todos preferem terrenos neutros com tendência ácida. Apenas o marmeleiro japonês (Chaenomeles sps.) e o viburno vegetam melhor nos terrenos calcários.

Rega – sobretudo em seca

Nenhum gosta de encharcamento nem que o solo seque. Regue sobretudo os exemplares mais jovens, os recém-plantados e sempre que haja períodos prolongados de seca.  A esquimia e o pieris são os mais sensíveis à seca porque têm raízes pouco profundas.

Outros cuidados – proteções e cortes

Na Primavera e no Outono agradecem protecções em redor das raízes. Nunhum requer poda mas não é demais se fizer algum corte esporádico para manter a forma, eliminar ramos murchos e doentes  ou os mais compridos.

Multiplicação – estacas e renovos

Podem ser multiplicados por sementes mas o processo é muito lento. Por isso, o mais habitual são as estacas que se cortam no final do Verão ou no Outono e que podem ficar a enraizar no terreno directamente desde que protegidas. Também é possível fazer renovos como forma de multiplicação.

A Pieris formosa destaca-se pelos raminhos de flores brancas

Como combater e prevenir doenças

Folhas amarelas – Corriga a clorose

Em terrenos muito calcários pode surgir a clorose foliar, ou seja a cor das folhas vai aclarando. Não é uma doença grave mas o aspecto do arbusto denota a agressividade.

Solução: Se o seu terreno é muito calcário e pretende desfrutar destes arbustos, corrija o pH, juntando turfa ou plante em vaso, usando substrato para espécies acidófilas. Para aliviar os amarelecimentos pontuais junte ferro em forma de quelatos.

Manchas brancas – Não molhe a folhagem

O oídio ou mal branco é um fungo superficial que pode cobrir as folhas do arbustos. Trata-se de uma capa acinzentada que parece cinza. A folhagem murcha e a planta pode ficar debilitada.

Solução: Ao regar não molhe as folhas nem as flores, empape apenas o solo. Em ataques leves recorra a fungicida. Em caso de ataque forte, elimine todas as partes estragadas logo de imediato.

A Camélia sasanqua, com flores rosadas pálidas, necessita da protecção de um muro nas regiões mais frias para florescer todo o Inverno

Verrugas – Cochonilhas

Trata-se de insectos que chupam a seiva das plantas provocando grande debilidade. Instalam-se nas costas das folhas e são visíveis graças às carapaças brancas ou castanhas, de acordo com a espécie.

Solução: Se são poucas, empape algodão em álcool e retire uma a uma. Se forem muitas, aplique uma solução de água e álcool em toda a planta ou opte por insecticida.

Debilidade – Atenção à armilária

Em condições quentes e húmidas, o fungo do solo Armillaria pode invadir os arbustos, provocando lesões nas raízes, debilidade da planta e até a sua morte por apodrecimento das raízes.

Solução: Os fungicidas podem revelar-se óptimos aliados me caso de ataque leve. Caso contrário deve eliminar a planta e adquirir um novo exemplar.

Fotos: Stock fotos

Gostou deste artigo? Subscreva o nosso canal no Youtube e siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest.

Poderá Também Gostar