Atualidade

A beleza das roseiras trepadeiras

As roseiras são provavelmente as plantas mais apreciadas pelos amantes dos jardins, havendo uma grande diversidade quanto ao tipo e forma de crescimento, dimensão da flor, cor e intensidade de floração. As plantas mais populares são conhecidas por rosas floribundas por manterem uma floração prolongada com predominância na primavera, tornando-se mais esporádica durante o verão.

Plantação

Estas plantas devem estar em locais que apanhem plena exposição solar para atingir todo o potencial de floração. Necessita, no mínimo, de seis horas de sol, preferencialmente abrigada do vento. Os solos devem ser férteis e não sujeitos a encharcamentos.

Utilização

As roseiras trepadeiras necessitam de suporte para se agarrarem e assim cumprirem a sua função. São indicadas para pérgolas, cobrir treliças, ou muros, desde que devidamente encaminhadas por arames. Estas plantas são também facilmente mantidas em vasos ou floreiras.

Manutenção

Além do sol, da água e de fertilizações regulares na primavera e verão, uma tarefa essencial para a manutenção das roseiras trepadeiras é a poda. Durante o período de repouso vegetativo, deve podar os ramos laterais que já floresceram e os ramos mais débeis e secos. Dependendo do desenvolvimento da planta, poderá ter de podar os ramos mais altos e os laterais mais vigorosos para manter o crescimento equilibrado.

Caso perceba que um tronco mais lenhoso deu pouca flor, pode podá-lo. Não tenha medo de podar porque a poda estimulará os crescimentos novos desde a base. No verão, deverá guiar os rebentos novos e eliminar os pequenos ramos com flores murchas. Desta forma estará a arejar a planta e evitar o aparecimento de doenças. As pragas mais frequentes são os pulgões, que se agrupam preferencialmente nos botões e nas folhas novas. Deve remover manualmente ou pulverizar com inseticida. A doença mais comum é a mancha negra, que deve tratar com fungicida.

Tome nota:

Particularidade: Trepadeiras

Local de Plantação: Pleno sol, protegido do vento

Tipo de solos: Solos férteis não sujeitos a encharcamento

Utilização: Cobertura de treliças, pérgulas ou paredes, desde que tenha uma aramada para a sustentar.

Rosa-de-Santa-Terezinha

Curiosidade:

As rosas-de-santa-terezinha, trepadeiras de flor pequena e perfumada, devem o seu nome a Santa Terezinha do Menino Jesus. Para esta irmã carmelita, a flor simboliza a beleza e a grandeza de Deus. Ela ficava feliz quando atirava pétalas de rosas ao ver passar o Santíssimo Sacramento, e também gostava de decorar com rosas o grande crucifixo que ficava no jardim do Carmelo. Ela disse antes de morrer: “Vou fazer chover sobre o mundo uma chuva de rosas”, dizendo assim que iria interceder a Deus, sempre por todos os povos.

Fotos: Tiago Veloso

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar