Pragas e Doenças

Camélias: como prevenir e curar males

Apesar de típicas da paisagem atlântica, a camélia (Camellia sps.) pode ser cultivada em qualquer região, desde que protegida do Sol e com humidade constante. No entanto, e tal como todas as plantas esta flor pode sofrer com as adversidades do exterior. Conheça aqui como prevenir e curar as suas camélias de alguns problemas.

Oídio

Nos climas húmidos e frescos, pode surgir oídio. Trata-se de um fungo externo que cobre as folhas com pó branco acizentado e que debilita a planta.

Solução: Deite água na base, evitando molhar as folhas e o ramo e respeite as distâncias de plantação para favorecer a ventilação. Perante os primeiros sintomas, elimine as zonas estragadas e aplique fungicida.

Pulgões

Pulverize calda nicotinada. Se detetar formigas nas imediações das camélias, e estas revelam aspecto débil, com as folhas encarquilhadas e pegajosas, é porque foram atacadas por pulgões, insectos que transmitem viroses.

Solução: Corte as partes infestadas e pulverize a planta com sabonária ou calda nicotinada. Se o ataque for forte, combata com insecticida.

Amarelecimento

Aplique ferro em quelatos Nos terrenos alcalinos, as camélias podem sofrer de clorose. Trata-se de uma alteração na formação da clorofila em consequência da qual as folhas perdem a cor verde e surgem amareladas.

Solução: em cada primavera e outono, aplique uma capa de adubo orgânico, como cobertura, húmus ou composto e um produto rico em ferro.

Debilitamento

Destrua as larvas. Se as camélias estão debilitadas, as folhas sem brilho e não vê sinais de ataque, pode tratar-se do coleóptero Othiorrynchus sulcatus. As suas larvas atuam debaixo da terra, destruindo as raízes.

Solução: Utilize inseticida foliar para pulverizar a copa e outro de solo para desinfectar o terreno.

Cochonilhas

Água e álcool. Nos ambientes secos e quentes podem surgir cochonilhas. Trata-se de insetos com carapaça castanha ou branca que fazem os ninhos em zonas pouco visíveis da planta, dificultando o seu crescimento.

Solução: Se forem poucas, pode eliminá-las uma a uma com um algodão embebido em álcool. Se o ataque for mais forte, pulverize a planta com uma solução de água e álcool ou com inseticida.

Fotos: Pixabay

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

 

Poderá Também Gostar