Aromáticas e Medicinais

Como cultivar sálvia

Planta típica da região mediterrânica, a sálvia é muito utilizada quer como ornamental, quer como aromática e condimentar. Há muitas sálvias mas nem todas elas são comestíveis. É uma presença indispensável em vários pratos italianos, quer de massa, quer de carne.

Nome científico: Salvia officinalis

Luz: Sol

Solo: Seco, pobre, quente e bem drenado. Precisa de pouco solo para se desenvolver.

Ciclo de vida: Perene

Época de floração: Junho-setembro

Cor da floração: Roxa

Época de sementeira/plantação: Depois de março

Densidade de plantação: 5-6 plantas/m2

Floreira/vaso: 1-2 plantas, de preferência de barro ou madeira, que têm alguma porosidade, pois não aguenta excesso de água. Dimensão de 20-30 cm de diâmetro ou comprimento.

Colheita: 3-4 meses após a sementeira/plantação.

Necessidades em água: No ano em que se planta deve regar todas as semanas. Nos anos a seguir pode regar apenas quando o solo está seco. É uma planta muito resistente à secura.

Manutenção: Deve fazer uma poda todos os anos no outono (no fim da floração), de forma a renovar a planta. Aguenta muitos anos no mesmo vaso, mas ao fim de 3-4 convém mudar.

Propriedades: Condimentar, usada em muitos pratos culinários. Repelente de insetos. Em infusão, tem efeitos antibióticos, antifúngicos e tónicos.

Foto: Maja Dumat 

Gostou deste artigo? Siga a Jardins no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar