Hortícolas e Frutícolas

Como cultivar pepino

pepino

O pepino é o fruto de uma planta trepadeira, da família das Cucurbitáceas (curgetes, melão, etc.), com flores amarelas (masculinas e femininas) e folhas lobadas. Quando cultivamos pepinos, devemos retirar uns “olhinhos” para que eles se desenvolvam da melhor forma possível. Se não for feita esta pequena poda, os pepinos não crescem da melhor maneira, porque criam uma rama sem valor e adquirem um gosto desagradável. É necessário dar a melhor forma aos pepinos; também é necessário moldar as crianças o mais cedo possível, daí a expressão “de que pequenino é que se torce o pepino”.

Cuidados de cultivo

A sementeira em estufa deve ser feita em março/abril e depois plantado em maio/junho ou, de preferência, em local definitivo no fim de abril, quando as temperaturas subirem um pouco e já não houver perigo de geadas. A colheita pode ir de junho a novembro.

Semeie em alvéolos e tenha cuidado quando plantar para nunca expor ou mexer nas raízes; estas devem ir para a terra com o torrão inteiro. Antes de plantar, coloque uma boa porção de estrume ou composto no solo e disponha as plântulas distanciadas entre 50 e 60 cm, com boa exposição solar. Sendo uma planta trepadeira, deve ter tutores para não ocupar muito espaço e para não ficar em contacto com a humidade do solo que, além de criar fungos, danifica e descolora os frutos.

Quando atingirem a altura desejada, corte a extremidade para estimular o crescimento dos frutos na planta já existente. Em boas condições, tal como as suas primas curgetes, são plantas que dão muitos frutos e durante bastante tempo, por isso bastam três ou quatro plantas para satisfazer as necessidades de uma família.

Tal como as curgetes, os frutos devem ser colhidos jovens e tenros, com a casca macia e comestível; se os deixar amadurecer demais, ficam amargos e cheios de sementes rijas. Além disto, colhê-los jovens estimula o crescimento de mais frutos. Se os colher bem pequeninos, pode fazer os famosos cornichons.

Plantação de pepino.

Qualidades nutritivas do pepino

É um diurético natural, rico em potássio, que proporciona flexibilidade aos músculos e dá elasticidade às células que compõem a pele, o que ajuda ao rejuvenescimento da epiderme, daí ser muito utilizado em produtos de cosmética — todos já vimos fotografias de senhoras em tratamento de beleza com rodelas de pepino nos olhos! Batido com água e mel, faz uma pomada muito boa para as mãos ressequidas por detergente. Pode ser consumido cru, em saladas, conservado em vinagre como picles, cozido ou recheado e também é bom em refogados e em sopas quentes ou frias.

Sabia que…?
  • Apesar de não se darem bem na horta, o pepino e o tomate, juntos no prato, ficam uma delícia.
  • O pepino não é refrescante apenas pelo seu alto teor de água. Mesmo exposto ao sol alto do verão, a sua temperatura interna estará entre seis e oito graus Celsius mais baixa do que a temperatura ambiente.

Fotos: Thinkstock

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar