Passo a Passo

Descobrir as sementes com as crianças

Já pensou em divertir-se com as suas crianças a cuidar do ambiente, a estimar a natureza e a apreciar os legumes que comem? Só precisa de uma janela ensolarada onde possa colocar a pequena obra que as crianças vão acompanhar e ajudar a crescer. É tão fácil! Pôr as mãos na terra, mexer na água, pintar vasos feitos com materiais reciclados, semear e plantar legumes, que mais tarde podemos transplantar para o jardim/horta ou para vasos maiores no exterior, é a atividade que proponho este mês.

Quando colocamos uma semente na terra, o que ela precisa para formar uma planta é de água, ar e de uma temperatura adequada. Com estas condições, a água vai entrando na semente e esta vai inchando até conseguir romper a sua “casca”, começando a formar o que vai ser a futura raiz (radicula). A radicula começa a crescer em direcção ao solo, onde vai beber a água com os sais minerais de que precisa, para continuar a crescer e a desenvolver o caule e as primeiras folhas. ao continuar a crescer, esta jovem planta vai tornar-se adulta e dar flores que produzem frutos e mais sementes, para dar continuidade à vida da sua espécie.

Materiais necessários

  • Recipientes furados na base
  • Pedrinhas ou leca para colocar no fundo do recipiente
  • Composto orgânico
  • Sementes e/ou plantas jovens
  • Pulverizador para a água

Espécies a semear

Agriões, alfaces, cenouras, coentros, manjericão, espinafres, abóboras, agriões, beterrabas, salsa e tomate.

Como fazer

1. Depois de escolhido o recipiente, devemos verificar se tem a base perfurada, caso não tenha, devemos abrir dois ou três furos na base do mesmo para garantir o escoamento da água de rega em excesso.

2. Revestir o fundo do recipiente com as pedrinhas, com altura aproximada de dois dedos, que funcionam com material drenante.

3. Colocar o composto até ao topo do recipiente, compactando-o ligeiramente com a mão ou com uma pá.

4. Abrir uma cova no centro do recipiente com um dedo, à profundidade recomendada no pacote da semente escolhida.

5. Colocar as sementes na cova e cobri-la com composto, sem compactar. o número de sementes por cova depende do seu tamanho, não devendo ser inferior a três.

6. Pulverizar, é a forma mais simples de regar sem estragar.

7. Após a rega, se o composto tiver abatido muito, adicionar mais composto sem compactar.

8. No caso de serem vasos, pode personalizá-los e convém sempre etiquetar escrevendo o nome e data da sementeira.

9. Colocar o recipiente sobre uma base para evitar que pingue para o chão e colocá-lo junto a uma janela ensolarada para que apanhe sol.

Como manter

Nunca esquecer de regar, até à germinação o composto deve estar sempre húmido sem estar encharcado para não apodrecer a semente. (Até germinar é mais fácil regar com um pulverizador). Regue de preferência de manhã e verifique (espetando o dedo) ao final do dia se o composto ainda está húmido.

Quando as plantinhas tiverem mais do que duas folhas cada, convém fazer uma seleção (deixar apenas uma por vaso/copo ou por cuvete da caixa de ovos). Quando as plantas atingirem no mínimo três folhas (no caso das plantas de folhas, alface, etc) e dois andares no caso do tomate, pimento, etc) temos de as mudar para o jardim ou horta (se tivermos) ou para um vaso ou floreira se tivermos varanda ou terraço.

Dicas para os materiais

  • Aproveitar caixas de ovos, embalagens, copos ou garrafas de plástico
  • A utilização de recipientes transparentes permite que as crianças observem o crescimento e o desenvolvimento do sistema radicular da planta
  • As sementes e o composto encontram-se à venda nos mercados locais, nas lojas da especialidade e em hipermercados
  • As pedrinhas podem ser apanhadas num passeio pelo parque ou pelo campo e devem ter um diâmetro aproximado de 2cm.

Fotos: Marta Vassalo Monteiro

Leia também: Dicas para jardinar em família

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar