Manutenção Geral

Dicas para ter sucesso na horta

sucesso na horta

1. Plante bordaduras de flores na sua horta

Plantar uma bordadura de cravos-túnicos, por exemplo. Além de criarem mais biodiversidade e embelezarem a horta com as suas flores, também atraem insetos amigos das suas plantas como as joaninhas. Estas são valiosas parceiras, visto que são insaciáveis devoradoras de pulgas e pulgões.

2. Herbicidas naturais

Um dos grandes desafios na agricultura naturalista é o controlo das ervas espontâneas ou infestantes. Uma maneira de o fazer é o mulching. Mas esta prática é mais indicada para os canteiros ou áreas de cultivo, pois o próprio mulching, apesar de controlar as espontâneas, com o tempo, acaba por ser um adubo, pois é matéria orgânica que vai alimentando o solo. Vou dar-vos soluções para as áreas onde não queremos nenhuma erva, por exemplo, os caminhos entre canteiros, pátios, acessos, etc.

Água a ferver

A solução menos agressiva é usar água a ferver e simplesmente atirar sobre as plantas indesejáveis. Esta prática é, sobretudo, mais eficiente quando as plantas ainda são muito pequenas e terá de ser feita com assiduidade.

Receita de herbicida natural

Esta é uma fórmula caseira para quando as plantas já estão mais desenvolvidas. Receita: 4 l de vinagre (uso vinagre de cidra), 1/2 chávena de sal marinho e um bocadinho de detergente de louça orgânico. Misturar bem e pulverizar de manhã sobre as plantas; à noitinha, já as vai ver todas murchas! Funciona melhor se aplicado num dia de sol.

sucesso na horta

3. Preparação da terra

Apesar de a enxada ser uma ferramenta indispensável em qualquer horta, o seu manuseio é sem dúvida um dos trabalhos que mais assusta, não só pelo esforço físico e perícia que exige, como pelo tempo que demoramos, sobretudo quando a área tem alguma dimensão e é a primeira vez que é trabalhada. Para que a terra esteja pronta a receber as culturas, precisa de estar fofa, adubada e sem ervas espontâneas.

Fresar

O meio mais fácil, não o mais ecológico, é o que é usado em grandes superfícies: o trator com uma alfaia chamada fresa. Mesmo numa pequena área, quando a terra está muito compactada e cheia de ervas, não hesite, se tiver hipótese, de usar um pequeno trator. Infelizmente, ou felizmente para o meio ambiente, a maior parte de nós não tem essa possibilidade.

4. Utilização de plástico preto

Adquira um plástico preto (não pode ser transparente, pois isso iria incentivar as ervas espontâneas), resistente e que cubra toda a área a cultivar. Estique o plástico sobre a terra, faça uma pequena vala no limite e ponha a extremidade do plástico dentro dela, cubra com a terra que retirou e use pedras pesadas para manter tudo no lugar. A ideia é que, sem a luz solar, as plantas espontâneas ão sobrevivam e ao mesmo tempo mantenha alguma humidade para que depois seja mais fácil trabalhar.

O ideal é fazer isto no início do outono, depois das primeiras chuvas, para que a terra não esteja muito seca. Deixe durante todo o outono e parte do inverno (necessita de estar assim pelo menos por quatro meses). Antes de retirar o plástico, certifique-se que já não existem plantas espontâneas. Se assim for, retire o plástico, espalhe uma boa quantidade de composto ou matéria orgânica e a terra estará pronta a trabalhar.

Boa sorte com o seu cultivo!

Mais dicas:

Planeamento de plantação

Como conjugar plantas na horta

Como usar bicabornato de sódio na horta

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar