Aromáticas e Medicinais

Como escolher e conservar cebolinho

cebolinho

Na cozinha, o cebolinho é frequentemente relegado para um papel secundário, menos importante que outras aromáticas. Mas esta planta não deve ser ignorada. O seu sabor suave, com traços de cebola, torna-o numa boa alternativa para quem pretende ter o toque da cebola, mas com mais subtileza.

É,  uma erva aromática versátil, que pode ser usada num grande variedade de pratos. Pode usar para temperar como molhos, cremes, saladas, sopas ou omeletes, assados e estufados de carne, peixe ou legumes. As suas flores também são comestíveis e podem dar cor e sabor às saladas.

Como escolher

Os cebolinhos que comprar já embalados devem ter uma cor verde uniforme, uma textura crocante e não mole, e não devem ter pontas amareladas ou acastanhadas.

Se os comprar em vaso tenha o cuidado de escolher plantas de cor verde vivo, com os caules eretos, sem folhas manchadas, amarelas, castanhas ou esbranquiçadas. Tenha em atenção se o vaso está em boas condições e se não há raízes a saírem pelos furos de drenagem (sinal de que a planta está há muito tempo no vaso, logo vai durar pouco tempo em casa).

Como guardar e conservar

Se pretende guardar por uns dias, coloque-os num saco de plástico e guarde-os no frigorífico numa parte menos fria.

Por outro lado, se quer conservar cebolinho, a melhor opção é congelar. Coloque-os num saco de plástico para congelação, já cortados com o tamanho pretendido e lavados. Quando os utilizar num prato cozinhado, não descongele previamente. Tenha o cuidado de os adicionar aos outros ingredientes como estão, pois o cebolinho, quando é descongelado, perde a textura.

Veja aqui como cultivar cebolinho.

Foto: Thinkstock

Poderá Também Gostar