360º

Flora Toscana: a maior produtora europeia de próteas

Próteas, camélias toscanas do século XIX, amarílis, rosas de comércio justo, ranúnculos, lírios, peónias. São apenas algumas das (muitas) flores cultivadas pela Flora Toscana, sociedade agrícola cooperativa baseada em Pesci, na Itália.

Mas se há flor que merece destaque para a empresa é a prótea. A prótea é originária da África do Sul e o seu cultivo na Europa é recente. A Flora Toscana é líder europeia na produção destas plantas, especializando-se nos tipos leucospermum, leucadendron, serruria, telopea, banksia, entre outros.

Além destas espécies, a empresa italiana tem-se dedicado à criação de espécies originais e exclusivas de próteas, como a Vulkano® (Leucospermum glabrum x tottum), a Little Prince® (Protea cynaroides), a Shady Lady Crimson® (Telopea speciosissima x oreades) e a Mini King® (Protea cynaroides).

Flores raras e fair trade

No portefólio de plantas cultivadas pela Flora Toscana também se podem encontrar outras flores fora do comum, como as camélias toscanas do século XIX. O cultivo destas variedades faz parte de um projeto de recuperação de espécies históricas: “Não só uma oportunidade para os nossos produtores, mas também um ato de salvamento, da erosão genética, de uma verdadeira herança botânica do nosso território”, segundo a Flora Toscana.

As rosas de fair trade (comércio justo) são uma inovação da Flora Toscana, que se tornou na primeira empresa italiana a distribuir rosas certificadas pela Fairtrade Labelling Organisation. Desde então, comercializa estas flores através das maiores cadeias de supermercados italianos.

Dos anos 70 ao presente

250 produtores, 320 hectares de produção de plantas, cinco localizações e mais de 100 funcionários. Estes dados fazem da Flora Toscana uma das mais importantes cooperativas no setor hortícola italiano. Foi a fusão, em 2008, de duas cooperativas diferentes, a Toscoflora e a Geo Flor Toscana, que fez nascer a Flora Toscana. Assim, a empresa herdou mais de 30 anos de história de cultivo de plantas e alcançou a dimensão que tem hoje.

O objetivo da empresa “não é fazer lucro, mas oferecer aos membros os melhores serviços e oportunidades de mercado”, focando-se em “seguir de perto os clientes para crescermos juntos com transparência”, defendem.

Poderá Também Gostar