Pragas e Doenças

Gafanhotos saltitantes, já chega!

Os gafanhotos pode atacar quando menos espera, especialmente com o aumento da temperatura. Conheça aqui mais sobre esta praga e algumas formas de acabar com estes insetos no seu jardim ou horta.

Praga

Gafanhoto ou lacusta egípcia (Anacridium aegyptium).

Características

Cor verde e bege, com listas acinzentas. A fêmea mede 50/66 mm de comprimento. As suas patas permitem-lhe saltos de mais de 76 cm e conseguem voar longas distâncias.

Ciclo Biológico

A produção de ovos por parte das fêmeas depende da temperatura, humidade do solo e quantidade de alimento. Se chover muito, há mais plantas e humidade no solo e isso pode implicar maior quantidade de ovos. A fêmea deixa os ovos nas plantas hospedeiras ou no solo, cobrindo-os com uma “concha” protetora. Ao fim de 6/8 meses, no outono o pequeno inseto sai e começa a alimentar-se.

Plantas mais sensíveis

Citrinos e faveiras e outras plantas arbustivas e espontâneas como a urtiga.

Danos

Come as folhas e as flores das plantas. Não se trata propriamente de uma praga, pois estes insetos vivem normalmente, solitários, não causando grandes prejuízos.

Combate biológico

Prevenção/aspetos agronómicos

Sachar e fresar o solo à profundidade de 15 cm de modo a trazer os ovos à superfície; Plantar tomateiros que funcionam como repelentes; colocar uma camada de mulching com palha ou composto; colher manualmente à noite com a ajuda de uma lanterna.

Luta química biológica

Aplicação de produtos como o Neem (Azadirachta indica) e sabão azul, no fim da noite.

Luta biológica

Algumas aranhas, sapos, sardões e cobras são predadores dos gafanhotos e dos seus ovos.

Foto: Thinkstock

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram

Poderá Também Gostar