Passo a Passo

Faça um herbário de folhas com as crianças

 

As plantas fazem parte do dia-a-dia das crianças. São personagens fascinantes que nascem, crescem e que vão mudando o seu aspeto ao longo de todo o ano, permitindo fazer múltiplas atividades de exploração e descoberta que se podem transformar em verdadeiras aventuras! Hoje vamos descobrir os herbários de folhas!

O que é um herbário?

É uma coleção de plantas ou partes de plantas prensadas e secas, dispostas segundo determinada ordem com o objetivo de conhecer e aprender mais sobre as suas características e diversidade.

Como fazer

Material necessário

• Diferentes folhas de plantas recolhidas na natureza para escavar

• Jornais velhos, revistas ou listas telefónicas

• Caderno que pode ser feito pela criança (10 folhas de papel branco a4 dobradas ao meio, 1 cartolina a4 dobrada ao meio, da cor escolhida pela criança, furador, atilhos)

• Canetas de feltro/Lápis de cor

• Cola

Passo a passo

1. Planeamento e recolha. Planear um passeio em família para recolher folhas de diferentes tamanhos, cores, formas e texturas. Tentar recolher a maior diversidade possível, observando e chamando a atenção das crianças para as diferentes folhas e as suas particularidade.

2. Secagem das folhas em casa, colocar as folhas recolhidas entre papel de jornal ou dentro de listas telefónicas, colocando um peso em cima de forma a que as folhas fiquem bem apertadinhas (prensadas). esta ação tem como objetivo retirar a humidade das folhas, mante-las direitas e espalmadas, e pode demorar algumas semanas. Devemos ir ajudando a verificar se as folhas já secaram.

3. Execução do caderno. Fazer um caderno com os materiais acima indicados e com toda a imaginação e criatividade que conseguirem. É neste caderno que mais tarde se vão colar e organizar as folhas recolhidas.

4. Agrupamento e finalização. Quando as folhas estiverem secas, cada criança, com a ajuda dos pais, irá agrupá-las segundo critérios escolhidos por si. Devese ajudar a criança a explorar outros critérios que ainda não descobriu. Colar as folhas selecionadas nas páginas do caderno e, em função de cada idade, acrescentar: desenhos, recortes e/ou escrever legendas com informação mais “técnica” (ex: nome da planta a que pertencem).

Alguns critérios que se podem explorar

• As cores verdes, amarelas, vermelhas, ou castanhas;

• Os tamanhos muito grandes, grandes, médias ou pequenas;

• As formas forma de lança, de foice, de círculo, de agulha, ou de “coração”;

• As texturas lisas/rugosas, macias/ ásperas, peludas/nuas;

•  A sua função na alimentação, na produção de medicamentos, na cosmética, na decoração. A criança com quem fiz a atividade começou a imaginar uma história em que descobriu e valorizou as nervuras, a textura e as cores das folhas. Foi uma experiência muito interessante.

Fotos: Marta Vassalo Monteiro

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar