Manutenção Geral

É hora de plantar

Um total de 8 truques que servem de ajuda  para conseguir que as suas plantas fiquem saudáveis e fortes logo desde o início.

Petúnias sem frio

As petúnias crescem muito bem em recipientes e cestas pendentes mas também pode desfrutar destas plantas no jardim. Deve plantar sempre ao Sol e em local protegido, por grupos de cores ou num maciço como o da ilustração. Pode adquirir as plantas já floridas no verão ou semeá-las na primavera e depois levá-las para o exterior. Mas apenas quando passou o risco de geadas. Tenha em conta que estas anuais são muito sensíveis ao frio.

Oriente as plantas sempre a sul

Escolher o local adequado para cada planta garante o bom desenvolvimento. Mas há uma prática que ajuda a desenvolver o crescimento, sobretudo se vive em zonas frias e com ventos. Trata-se de orientar as plantas sempre a sul e franquear o lado norte. Com a pá faça um furo no solo para colocar a planta. Amontoe a terra do lado norte, criando uma pequena barreira. Instale a planta no furo e volte a encher com a terra extraída mas conservando o montinho de terra do lado norte. Assegure-se que a planta recebe o máximo de sol possível.

Coníferas a partir de sementes

As coníferas podem ser propagadas por estacas e por sementes. Recolha as pinhas, sem abrir, no outono, e deixe-as em local seco e temperado até que abram para extrair as sementes mais facilmente, mergulhe a pinha em água temperada, deixe-a secar e parta a casca com pequenos golpes. Prepare o vaso com composto e areia e semeie por capas. Regue e coloque no exterior, em local protegido. Quando germinarem, coloque-as numa bandeja onde podem permanecer até que sejam suficientemente grandes para serem transplantadas para o jardim.

Faça estacas com as raízes

As falar de estacas referimo-nos geralmente a um pedaço de ramo mas também há estacas de raiz. Se se trata de espécies grandes, difíceis de extrair do solo, cave e deixe a descoberto o sistema radicular. Corte as raízes mais jovens e saudáveis junto do ramo principal. Depois de eliminar as que não estão em condições, faça um corte recto no extremo de união com a planta e no oposto, outro golpe oblíquo. Aplique fungicida e plante em vasos, com o extremo oblíquo virado para baixo.

Coloque canas nas trepadeiras

Vestir os muros com plantas é uma prática muito recomendável quer para os decorar como para aproveitar ao máximo o espaço. Cave um furo a cerca de 45 cm de distância do muro e coloque as espécie inlinadas para ele. Durante os primeiros meses convém conduzir os ramos por canas apoiadas na parede até que fiquem sufientemente grandes para que alcancem por si próprios a estrutura. Depois regue. Existem muitas trepadeiras bonitas como clematites e begónias.

Por sementeira em recipiente de plástico

Cultivar as próprias plantas a partir de sementes é muito gratificante. Para semear pode usar vasos ou bandejas, à venda em centros de jardinagem, mas também pode fabricar as suas próprias bandejas. Consegue poupar dinheiro e pode reciclar vasos de plástico que até agora deitava no lixo. Recorte o círculo central da tampa e faça um ou vários furos no fundo do vaso para assegurar a drenagem. Encha com composto, depois junte as sementes e regue. Por cima, coloque um pedaço de plástico transparente e prenda-o com o aro da tampa.

Recém-plantadas na estufa

As plantas pequenas conseguidas por qualquer método de propagação necessitam alguns cuidados antes de ser instaladas no jardim. À partida, tem que ter muito cuidado com o frio porque por serem pequenas e não estarem enraizadas sentem mais as baixas temperaturas. Por isso, é fundamental aclimatar as plantas ao exterior de forma gradual. Coloque as bandejas ou vasos com as sementeiras dentro de uma caixa-estufa. Assim ficam protegidas do frio mas recebem a luz que necessitam. Levante todos os dias as janelas da estufa durante as horas centrais para se irem aclimatando ao exterior.

Bolbos em solo bem drenado

Os crocus são pequenas bolbosas que não ultrapassam os 10 cm de altura e que florescem no outono, inverno e primavera, dependendo da espécie escolhida. Deve plantar em local bem iluminado, a 5-10 cm de distância e 5-7 cm de profundidade. Como necessitam de solo bem drenado, misture areia de rio, húmus e terra vegetal em partes iguais, coloque os bolbos, encha com terra e termine com uma capa de gravilha. Depois, regue de forma abundante.

Ilustrações: Stefanie Saile

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar