Plantas Ornamentais

Hoya: uma planta com flores de cera

Poucos as conhecem pelo seu nome científico – Hoya – mas a maior parte dos amantes de plantas já viu ou já ouviu falar das “Plantas de Cera” ou “Flores de Cera”. O nome “Hoya” foi dado a este género pelo botânico Robert Brown em honra ao seu amigo Thomas Hoy, também botânico, quando Robert descreveu a primeira destas plantas – A Hoya carnosa – em 1811.

É também a Hoya carnosa que a maior parte das pessoas conhece, pois durante muitos anos esta foi a única espécie disponível no mercado. É uma planta trepadeira com folhas carnosas e verde brilhantes. Crescem até atingir vários metros, podendo ser orientada a trepar por arcos ou pérgulas. As suas inflorescências são um cacho de pequenas e aromáticas flores rosa-claro com o centro em forma de estrela e mais escuro, em tons de vermelho ou púrpura. A textura das flores é cerosa e brilhante, daí resultando a denominação comum de “Flor de Cera”.

hoya

Hoya carnosa tricolor

Apesar de a Hoya carnosa ser a mais comum, o género Hoya, pertencente à sub-família botânica Asclepiadoideae, tem entre duas a três centenas de espécies e muitos são já os cultivares (híbridos) à venda no mercado. A maioria é originária das Filipinas e das ilhas Papua e Nova Guiné, mas podem ser encontradas numa área mais vasta, desde a Índia à Polinésia e da China à Austrália.

A maior parte das Hoyas são plantas epífitas e crescem como trepadeiras envolvendo-se em outras plantas, rochedos ou outros suportes. Algumas espécies crescem como plantas pendentes e há ainda outras que crescem como pequenos arbustos. São pouco ramificadas e de folhas perenes de pé curto que podem medir entre 1 e 30 cm crescendo aos pares opostos. As folhas e as flores variam na forma e cor, de espécie para espécie.

Cultivo

No nosso País, as Hoyas mais resistentes ao frio. Podem ser cultivadas na rua em locais protegidos durante todo o ano. No entanto, a maior parte das espécies e híbridos prefere ambientes temperados e por isso são cultivadas no interior. Normalmente cultivam-se em pequenos vasos de plástico ou barro, mas as espécies pendentes podem ser cultivadas em cestos. Para as espécies trepadeiras é necessário um suporte ou uma treliça como apoio para a planta crescer.

As flores das Hoyas têm dois aspetos interessantes como estimulante à polinização. Um deles é o seu perfume. Quase todas as Hoyas têm flores perfumadas apesar de o ser Humano poder não conseguir detetar quando os aromas são mais suaves. Existem, no entanto, Hoyas muito perfumadas, algumas com perfumes muito agradáveis outros menos. Algumas libertam o seu perfume durante o dia, outras à noite ou ao entardecer. Isto vai depender de que insetos a planta quer atrair para a polinizar. Outra particularidade interessante é o facto de algumas flores serem grandes produtoras de néctar para atrair os polinizadores. Algumas chegam mesmo a gotejar néctar.

Hoya bilobata

Germinação

Com tais atrativos somos levados a pensar que a polinização e produção de sementes seria fácil. Não é o caso. O pólen das Hoyas está reunido em pequenos “sacos” chamados polínias e estas polínias não têm um acesso fácil. Normalmente, enquanto um inseto anda por cima da flor a recolher o néctar, ao colocar as patas nas ranhuras da flor, esta liberta as polínias que ficam presas às suas patas. Ao passarem pelas diversas flores dos cachos, dá-se a polinização. As flores polinizadas dão origem a uma pequena vagem onde estão as sementes.

Se numa das vossas plantas notarem a formação de uma vagem, esta não deve ser cortada sem estar madura e convém colocar uma rede fina ou um pedaço de meia de vidro a envolver a vagem porque assim que esta se abre as sementes, que são muito leves, são rapidamente levadas pelo vento.

Não é muito difícil germinar as sementes num pouco de perlite ou vermiculite húmida. Há que ter em atenção que o excesso de água apodrece as pequenas plantas e favorece o desenvolvimento de fungos que também vão matar as novas plantinhas. As sementes devem ser plantadas assim que a cápsula das sementes abre. Não guarde sementes de Hoyas porque passadas só algumas semanas a percentagem de germinação é muito reduzida.

Hoya shepherdii

Multiplicação

A maneira mais fácil de conseguir Hoyas é pelo enraizamento de estacas. Há várias maneiras de o fazer. As estacas convém que tenham pelo menos dois nódulos ou dois pares de folhas.

A maneira mais fácil, e que resulta para a maioria das espécies, é colocar a estaca em água. Passadas poucas semanas a planta está enraizada e pronta a plantar. Mas podemos também tentar o enraizamento da estaca plantada. Usa-se um vaso pequeno pois se o vaso for muito grande a planta tem tendência para produzir raízes mas não estimula o crescimento da planta e produção de folhas e flores.

Utiliza-se substrato poroso, que drene bem o excesso de água, mas que se mantenha húmido. Podemos usar só perlite ou um composto com fibra de coco, perlite e pedacinhos de musgo de esfagno. Antes de plantar, se for possível, mergulhe a estaca em hormonas de enraizamento para acelerar o processo. Depois, regue sem exagero e cubra o vaso com um saco plástico, tendo o cuidado de fazer dois buracos para haver alguma circulação de ar. Em vez do saco plástico, pode utilizar uma garrafa de plástico que se corta a meio e volta-se a colar depois de plantada a estaca. As Hoyas têm um crescimento lento e a colocação de um tapete de aquecimento (ou mesa aquecida) também acelera o processo fornecendo-lhes a temperatura necessária para crescerem saudáveis, especialmente se não temos uma estufa.

Hoya Bella

Quando a planta está em crescimento e já tem várias folhas novas, é aconselhável uma adubação. Esta deve ser rica em fósforo e potássio para estimular a floração.

Apesar de encontrar informação de que a época de floração é na primavera, as minhas dão flor durante todo o ano (dependendo da espécie). Tenho algumas que dão flores duas ou mais vezes por ano.

As Hoyas gostam de luz intensa mas filtrada. Nunca Sol directo, que pode queimar as folhas. Se as colocar junto a uma janela, escolha uma que apanhe sol de manhã ou à tarde e coloque uma cortina de modo a filtrar a luz solar.

Cultivar Hoyas por estaca é um processo moroso. Para os mais ansiosos, aconselho que comprem plantas já adultas. Algumas espécies têm o crescimento muito lento. As Hoyas são plantas para jardineiros pacientes.

Fotos: José Santos 

Gostou deste artigo? Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest e subscreva o nosso canal no Youtube.

Poderá Também Gostar