Manutenção Geral

Jardineiros que cantam

jardineiros

Champim-azul.

As aves são um bom indicador do ambiente onde vivem, fazem parte integrante do ecossistema, indispensável na manutenção de um equilíbrio ecológico que se apresenta dinâmico e sensível às alterações climatéricas, tipo de vegetação, uso do espaço e poluição. Os jardins, varandas ou terraços podem ser locais privilegiados para os passarinhos se houver disponibilidade de água e alimento, refúgio e proteção às aves. Por sua vez, os pássaros ajudam no controlo da população de insetos; são pequenos jardineiros sempre atarefados!

Bebedouro.

Como atrair pássaros para o jardim

Se pretendemos atrair pássaros, a disponibilidade de água e alimentos deve ser facilitada, bem como a colocação de ninhos em locais adequados. A localização dos ninhos deve ser virada a nascente, protegidos dos ventos dominantes, entre 1-5 metros de altura.

O chapim, por exemplo, prefere ficar em ninhos de 2-4 metros de altura do solo em bosques abertos. Os ninhos devem ser fixados em troncos de árvore, postes ou paredes verticais dos edifícios, de modo a impossibilitar o acesso a gatos, doninhas e outros animais terrestres.

A importância do chapim no jardim

O chapim-azul é uma espécie que devemos atrair, para que esta ajude no controlo da lagarta-do-pinheiro, uma vez que os chapins são predadores destes insetos, que devastam os pinhais e são um problema de saúde pública. Os pelos que as lagartas lançam quando se sentem ameaçadas podem causar sérios problemas em pessoas e animais, podendo causar o aparecimento de urticárias agudas de contacto.

Como construir ninhos?

Consoante o tipo de pássaros, espécies-alvos que se quer atrair, assim deve ser construído o ninho. Aqui faço a sugestão de dois tipos de caixa-ninho: com abertura circular para chapins; ou com meia frente aberta para tordos, melros, piscos ou alvéolas, que preferem as caixas-ninhos que lhes proporcionem uma boa visibilidade durante a incubação. Para fazer os ninhos, usar madeira não tratada com espessura de cerca de 1,5 cm. Nos ninhos de abertura circular, o orifício deve ter 2,5 cm a 3 cm de diâmetro para a maior parte das aves, o telhado deve ser inclinado para que a água escorra quando chove e o ninho deve ser visitável para que se possa fazer limpeza.

Construção do ninho

Comprar a tábua, cortar nas diferentes medidas e depois é só unir, usar pregos ou parafusos que não enferrujem. Não se esqueça de fazer um furo na base, para que a água que eventualmente entre saia com rapidez. A pintura do ninho e o pau de poleiro são opcionais, se optar por pintar, escolha tintas inodoras e ecológicas. Os ninhos devem ser colocados a partir de novembro ou dezembro até meio de janeiro; a ocupação dos ninhos dá-se a partir de meio de janeiro, fevereiro e março. A postura, eclosão e desenvolvimento dos passarinho é em abril, maio e junho. Não esquecer de fazer a limpeza do ninho a partir de agosto, quando este já não estiver ocupado, retirando com cuidado todo o conteúdo do interior. O novo lar para pássaros está pronto. Rústico, ecologicamente correto, enchendo o jardim com cores e uma sinfonia ao longo do dia!

Ninhos para chapins

Comece por comprar uma tábua de madeira com 1,30 m de comprimento e 15 cm largura, com 1,5 cm de espessura. Cortar respeitando as medidas. O orifício deve ter 3 cm de diâmetro a uma distância da base de 12 cm.

Ninho para pássaros da família dos tordos (vulgarmente chamados Turdídeos)

Comece por comprar uma tábua de madeira com 1,20 m de comprimento e 15 cm largura, com 1,5 cm de espessura. Cortar respeitando as medidas.

Fotos: Thinkstock

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar