Hortícolas e Frutícolas

Maçãs para todos os gostos

O fim do verão é tempo de maçãs. A sua origem está na atual Turquia ou talvez na Ásia Central. A macieira é uma árvore que se adapta bem aos climas temperado e subtropical, mas que não tem facilidade em vingar nos climas tropicais, pois necessita de um mínimo de horas de frio por ano.

A ajudar à sua popularidade está o facto de a maçã se conservar bem durante bastante tempo após a colheita. A par da figueira, a maçã é um fruto bastante considerado nas tradições mitológicas e religiosas de várias regiões da Europa e Médio Oriente. Os três maiores produtores mundiais de maçãs são a China, os EUA e a Turquia. Em Portugal, existem boas condições para o cultivo da macieira, sobretudo nas regiões a norte do Mondego. Embora possa ser cultivada em qualquer ponto do país, a macieira prefere os outonos e invernos frios – nem sempre é tão produtiva quando cultivada muito perto do mar.

Cultivo e colheita

O cultivo da macieira é relativamente fácil em Portugal. Raramente a macieira é propagada por sementes; os métodos mais comuns são a estaquia e a enxertia. Isto prende-se com o facto de haver muitas variedades de grande interesse comercial e cuja preservação implica a propagação vegetativa. Existem muitas formas de conduzir as macieiras; as que continuam a ter mais utilização são a condução em vaso e a condução em cordão. A melhor altura para o plantio é no final do inverno e princípio da primavera, quando a planta ainda está em dormência. A macieira floresce na primavera e a colheita realiza-se no final do verão e no outono.

Manutenção

Manter uma macieira em bom estado dá trabalho, pois é necessário podar, adubar, manter as infestantes afastadas e, sobretudo, ter muita atenção às pragas e doenças, aplicando tratamentos preventivos e reativos, que podem ser biológicos.

Pragas e doenças

As macieiras são muito atreitas a pragas e doenças, o que faz com que muita gente utilize pesticidas e outros químicos nocivos em grandes quantidades. Algumas das principais pragas são o piolho-verde, o piolho-cinzento, o aranhiço-vermelho, o bichado-da-fruta, a cochonilha-são-josé, a mosca-do-mediterrâneo, as mineiras das folhas. Algumas das principais doenças são o pedrado e o cancro das pomóideas.

Foto: Thinkstock 

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar