Jardins Viagens

Monte da Ravasqueira: tradição e modernidade

O Monte da Ravasqueira localiza-se no concelho de Arraiolos. Beneficiando de boas acessibilidades, está a uma hora da capital e ocupa uma área de 3.000 hectares. Pertence à família José de Mello há várias gerações.

O Monte (antiga designação para assento de lavoura) localiza-se numa unidade de paisagem  designada por “Montados e Campos Abertos do Alentejo Central”. Estamos situados no grandioso planalto alentejano, com afloramentos graníticos sobressaindo na paisagem suavemente ondulada; manchas extensivas de culturas arvenses de sequeiro, montados de sobro e azinho, pastagens, além do olival e mais recentemente a vinha, conferem uma forte identidade e especificidade a esta paisagem “alentejana”.

O Monte

O conjunto arquitetónico do Monte da Ravasqueira é constituído por um aglomerado de construções. Este conjunto ocupa um local predominante na paisagem, cujas encostas são ocupadas por vinhas, montado (um milhar de hectares), olival e, na zona mais baixa, os freixos e a galeria ripícola acompanham a linha de água. Esta localização beneficia das condições climáticas e geológicas existentes, um equilíbrio funcional e ecológico que se reflete na produção “do melhor vinho que o Alentejo pode oferecer”, além de outros produtos como a cortiça, azeite, mel e criação de gado bovino e porco preto alentejano. Estes sistemas diversificados de produção de elevada qualidade estão em sintonia com a paisagem, e resultam das dinâmicas do passado e das actuais, como no caso da moderna produção vinícola aqui existente.

Adega

Esta infraestrutura, separada do restante conjunto agrícola está rodeada por vinhas resultantes de um forte investimento na plantação de novas castas. A partir de 2012, um novo conceito de terroir , deu início à “Viticultura de Precisão”. Segundo os seus responsáveis, a adega foi inspirada em Napa Valley , na Califórnia, e está apetrechada com a mais moderna tecnologia.

As caves da adega, com os pipos alinhados, apresentam um ritmo de colunas e arcos abatidos, caraterísticos do Alentejo.
Enoturismo, Restaurante e Loja Como complemento das actividades agrícolas, organizam-se visitas guiadas, com possibilidade de dormida no Monte. A “Sala dos Azulejos” oferece a possibilidade para eventos e reuniões de empresas. O restaurante transforma os produtos locais em menus especiais, num ambiente das antigas casas de lavoura. Na loja adquire-se toda a gama dos vinhos “Monte da Ravasqueira”, mas também azeite e mel, sob a mesma designação, além de compotas e outros produtos com a mesma autenticidade dos produtos da “terra”.

Museu particular de arreios  e atrelagens, a “ jóia da coroa”

No âmbito do programa de Enoturismo, o Monte apresenta a  importante colecção particular de José Manuel de Mello, de arreios e carros de atrelagem, de vários estilos e épocas, num total de 44 unidades. Estas atrelagens estão totalmente recuperadas, em excelente estado de conservação e agrupam-se em duas salas, numa das quais as paredes estão forradas a azulejos com alusão aos principais ferros e coudelarias portugueses

Os segredos da Ravasqueira

O Monte da Ravasqueira insere-se numa unidade de paisagem do sul de Portugal, considerada rara no contexto europeu. Beneficiando desse privilégio soube criar:

• Um equilíbro coerente entre as condições biofísicas e a exploração agrícola;

• Um sistema funcional mas também ecológico, com uma “riqueza biológica” assinalável;

• Uma paisagem humanizada que transmite tranquilidade, descompressão, mas também conhecimento;

• Uma viagem singular, desde o passado com a sua cultura própria, até um presente moderno, tecnológico e futurista.

 

Fotos: Elsa Severino

Poderá Também Gostar