Plantas e Flores

Plantas que combatem inflamações oculares

Calêndulas e malvas.

Com as gripes e as constipações e os pólenes instalam-se também as conjuntivites. Estas inflamações da membrana mucosa dos olhos podem também ser causadas por vários tipos de alergias incluindo a febre dos fenos, o excesso de televisão, computador e até a candidíase.

Existem plantas, como as urtigas ou a lufa, que têm propriedades antihistamínicas e podem ser utilizadas como preventivo ou como tratamento em fórmulas homeopáticas ou em alcoolaturas. Para tratar a inflamação existem várias plantas, a mais comum e mais conhecida é a malva (Malva sylvestris) e não a malva/sardinheira. A camomila, as rosas, a flor de sabugueiro e a calêndula são também recomendadas.

Malvas.

1. Malvas

As malvas, tão conhecidas da maioria dos portugueses, são, das plantas espontâneas, as mais eficazes e mais utilizadas para tratar todo o tipo de inflamações, sobretudo inflamações da pele, psoríase, eczemas, aftas, mamilos gretados, feridas e cicatrizes, eritema das fraldas em bebés  e em  idosos. Pode também ser consumida internamente, em infusão de sopas e saladas. Consomem-se as folhas tenrinhas e sem pulgões, as flores, as raízes que produzem muita mucilagem e que por isso mesmo acalmam os tecidos irritados do estômago, do intestino e da pele. Tomar uma chávena de infusão de folhas de malva em jejum protege as mucosas do estômago contra o efeito nefasto da toma exagerada  de fármacos químicos.

2. Camomila

A camomila, além da utilidade para tratar problemas oculares, é ainda recomendada em outros tipos de inflamações cutâneas, da boca ou do aparelho digestivo.

Sabugueiro.

3.  Flor de sabugueiro

A flor de sabugueiro ( Sambucus nigra ) aconselha-se no alívio de sintomas de alergias tais como febre dos fenos, rinites, sinusite, tosse, constipações, febre ou problemas de pele. Como usar? Fazer uma infusão, deixar arrefecer e lavar os olhos várias vezes ao dia. Nunca passar o algodão ou  a compressa de um olho para  o outro pois por vezes apenas um olho está inflamado  e ao fazermos isso estamos  a contagiar os dois. Compressas ou saquetas destas plantas por cima dos olhos durante cerca de 15 minutos também têm bons resultados. Convém assinalar que, caso opte por saquetas, prefira as de origem biológica e certificada. A palavra BIO está na moda e não basta que isso esteja mencionado; o símbolo da certificação tem de constar algures na embalagem.

4. Pepino ou batata

Para os olhos cansados, vermelhos, irritados, ou com papos, funciona bem o pepino ou batata em rodelas por cima das pálpebras e à volta dos olhos, deixando ficar 15 a 20 minutos.

Rosas.

5. Água de rosas

A água de rosas ou uma infusão das mesmas também é muito eficaz, assim como as folhas de silvas ( Rubus fruticosus ) ou da agrimónia ( Agrimónia eupatoria ), que são da mesma família das rosas (Rosáceas) e, portanto, também eficazes.

6. Erva-milagreira

Existe uma outra planta que muitas pessoas utilizam em gotas para limpar os olhos  e também tratar as conjuntivites, que é uma espécie de cato, uma suculenta de aroma agradável e pequenas folhas cilíndricas, acinzentadas, com o nome de erva-milagreira ou bálsamo ( Senecio mandraliscae ). Conheço muita gente que utiliza duas a três gotas desta planta nos olhos em casos de inflamação, irritação, comichão ou cansaço ocular.

7. Eufrásia

A eufrásia em infusão ou gotas, que se podem adquirir em farmácias ou parafarmácias, é também muito eficaz no alivio de problemas oftalmológicos incluindo pós operatórios.

Alimentos que fortalecem os olhos

Existem alimentos que fortalecem os olhos e que deveríamos comer regularmente. São eles os mirtilos e as cenouras. Existem plantas como a equinácea que fortalecem o nosso sistema imunitário e apoiam o nosso organismo no combate a estas e outras patologias.

Fotos: Thinkstock

Siga a Jardins no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar