Plantas e Flores

As propriedades medicinais da erva-cidreira

O uso da erva-cidreira (Melissa officinalis) para fins terapêuticos remonta a tempos anteriores à Idade Média. Desde então que é usada como remédio caseiro para tratar problemas como ansiedade, insónias e indigestão. Mas o que diz a ciência?

Ansiedade

São vários os estudos científicos que reportam efeitos positivos da erva-cidreira em pessoas com ansiedade ou stress. Um estudo de 2004 descobriu que a erva cidreira induzia calma, e até melhor raciocínio, em sujeitos humanos que tinham sido expostos a stress, surtindo melhor efeito do que o placebo. Outro estudo concluiu que a erva-cidreira, sob forma de extrato aquoso, reduzia as palpitações cardíacas dos sujeitos.

Função cognitiva

Um estudo de 2003 analisou o efeito de extrato de erva-cidreira em pessoas com doença de Alzheimer. O que descobriram foi que a planta melhorou a função cognitiva e reduziu a agitação dos sujeitos do estudo, em comparação com o placebo.

Tensão pré-menstrual (TPM)

As propriedades sedativas da erva-cidreira parecem ter alguma eficácia na redução dos sintomas de tensão pré-menstrual. Um estudo realizado em 2015 analisou os efeitos da ingestão de essência de erva-cidreira em cápsula por 100 raparigas adolescentes. O resultado foi positivo – houve uma redução dos sintomas em comparação ao placebo – mas é necessária mais investigação, segundo os autores.

Foto: Quinn Dombrowski

Gostou deste artigo? Siga a Jardins no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar