Hortícolas e Frutícolas

Propriedades e usos da maçã

Existem variedades de maçãs para todos os gostos, desde mais ácidas a mais doces, mais macias ou mais crocantes e com várias cores e formatos. As variedades mais comuns no mercado são a Gala, Royal Gala, Fuji, Starking, Granny Smith e Reineta. Além do consumo em fresco e outros usos culinários, a maçã é muito usada nalguns países, como os EUA, o Reino Unido e a França, para a produção de sidra, bebida de fraco teor alcoólico, e, em França, para a produção de Calvados, aguardente fabricada a partir do sumo de maçã fermentado e destilado. É também de importância crescente para a indústria dos cosméticos e produtos de higiene.

Não existem praticamente contraindicações para o consumo da maçã. É um fruto rico em vitaminas do complexo B, em pectina, potássio, ferro e outros minerais. Ajuda a prevenir tumores, a manter o colesterol baixo e a prevenir doenças cardíacas. Infelizmente, a maçã é dos frutos que mais sofre com o uso de pesticidas e outros químicos industriais, pelo que temos de ter cuidado com a sua proveniência.

B.I.

Origem: Médio Oriente (Turquia) ou Ásia Central.

Altura: Podada e conduzida, alcança geralmente entre os dois e os quatro metros, embora possa crescer mais.

Propagação: A maioria das vezes vegetativa, raramente por semente.

Plantio: Fim do inverno e início da primavera. SOLO Solos com boa drenagem, ricos em matéria orgânica.

Clima: Plantas com rusticidade em Portugal, preferem zonas com mais de 700 horas de frio.

Exposição: Zonas de pleno sol.

Colheita: No fim do verão e outono.

Manutenção: Capinagem, podas, aplicação de fertilizantes e tratamentos fitossanitários.

Foto: Thinkstock 

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar