Aromáticas e Medicinais

Sálvia: dicas de uso e manutenção

Do latim salvare, o nome sálvia alude às propriedades medicinais desta planta. É pouco exigente e muito generosa. Cultiva-se pelo valor ornamental e aromático das folhas ovais e das flores tubolares. Existem anuais, bienais e perenes e ficam bem com outras aromáticas, em maciços de vivazes ou junto de rosas.

Salvia microphylla.

1. Plante em estufa as moderadamente resistentes no início da primavera e as resistentes ao ar livre em meados da mesma estação.

2. A sálvia gosta de sol, solos férteis e drenados, embora se adapte a qualquer local.

3. No verão as perenes jovens necessitam regas frequentes em regiões secas e quentes.

4. Reduza as matas que cresceram demasiado no verão. Os cortes correctivos ajudam a manter o bom aspecto.

5. Coloque tutores em zonas ventosas e proteja as anuais menos resistentes em zonas frias.

6. No terceiro ano substitua os exemplares. Não é conveniente multiplicar por estacas.

7. Multiplique por divisão na primavera ou por sementeira no verão.

8. Jogue com as cores. Misture diferentes espécies e aproveite o valor decorativo da ampla gama de tons verdes ou prateados das folhas para criar atractivas composições.

9. A sálvia atrasa o fogo, controla a erosão com as fortes e extensas raízes e alimenta as abelhas.

10. Recolha as folhas em junho para secar. A salva é digestiva e pode ser usada em infusão, juntando 20-30 g por litro de água.

Salvia splendens.

Duas tarefas

Sementeira no verão

Prepare as sementeiras no início do verão para obter flores no próximo ano. Os exemplares obtidos por sementes são muito vigorosos e as folhas são estreitas, largas e aromáticas.

Plantação no outono

Instale no terreno as estacas de madeira tenra recolhidas no verão. Enraizam sem problemas, embora deva proteger se existir risco de geadas.

No jardim…

As vistosas espigas terminais em rosa da Salvia microphylla ficam espectaculares nos maciços. Os ramos podem alcançar até um metro de altura.

…e em vaso

A Salvia splendens cresce bem em vaso mas necessita cortes periódicos para controlar o crescimento. À direita, Salvia officinalis, uma das espécies mais populares.

Fotos: Manuel; Carl Lewis

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar