Setembro, tempo de plantar e colher

Este mês delicie-se com a colheita dos frutos e dedique-se às novas plantações nos jardins. Destacamos a beleza e a utilidade dos frutos do goji, alfarrobeira, marmeleiro e nogueira.

Goji

Lycium barbarum L. (goji)

Arbusto sarmentoso, ou seja, planta com caule longo, delgado e flexível e que, apoiando-se noutras plantas, pode trepar. De folha caduca, é originário da China. Floração de junho a setembro com flores roxas a partir do primeiro ano. No segundo ano, já se pode esperar cerca de um a dois quilos de bagas por arbusto. Goji, nome dado ao seu fruto, é uma baga vermelha com época de colheita de agosto a outubro.

Família: Solanaceae

Altura: De 1 a 3 metros.

Propagação: Semente e estaca.

Época de plantação: Na primavera e no outono.

Condições de cultivo: Adaptável a diferentes climas, quando estabelecido, não necessita cuidados especiais.

Curiosidades: Os frutos goji são saborosos e ricos em nutrientes, aconselhados em chás, saladas e sumos. Podem ser misturados com outras frutas secas ou frescas. É uma excelente fonte de proteína, de vitaminas B1, B2, B6 e E, bem como polissacarídeos, que contribuem para a fortificação do sistema imunitário e anti envelhecimento.

Tem inúmeras propriedades: é antioxidante e anticancerígeno, fortalece o organismo contra as doenças cardiovasculares e inflamatórias, aumenta os níveis de energia do corpo, auxilia no processo digestivo e na perda de peso. Na medicina tradicional chinesa, as bagas de goji comem-se cruas, no chá ou na sopa, no entanto o consumo diário destas bagas pode ter algumas contraindicações.

Alfarrobeira

Ceratonia siliqua L. (alfarrobeira)

Árvore de folha persistente, caracteriza-se pela sua copa ampla e densa. Folhas, alternas e com 2-5 pares de folíolos, são coriáceas de cor verde-escura na página superior. As flores, constituídas por cinco sépalas esverdeadas, apresentam-se reunidas em cachos e têm como época de floração os meses de agosto a outubro. O fruto (alfarroba) é uma vagem com 10 – 20 x 1,5 – 2 cm, com polpa açucarada entre as sementes, e a sua época de colheita é entre julho e setembro.

Família: Fabaceae

Altura: Até 10 metros.

Propagação: Semente e estaca.

Época de plantação: Setembro e outubro.

Condições de cultivo: Solos calcários ou de basalto.

Curiosidades: Planta cultivada como ornamental, principalmente pelo seu fruto. O uso da alfarroba na culinária dispensa o uso de açúcar. Considerada uma alternativa ao chocolate, não contém estimulantes como cafeína, é rica em vitaminas e minerais e tem um baixo nível de gordura saturada. A parte de excelência da vagem está na semente, donde é extraída a goma, que têm uma elevada qualidade como espessante, estabilizante, emulsionante e múltiplas utilizações na indústria alimentar, farmacêutica, têxtil e cosmética. A semente representa apenas dez por cento da vagem e o que resta – a polpa – é essencialmente utilizado, devido ao seu sabor e características químicas e dietéticas, na culinária e na alimentação animal.

Marmeleiro

Cydonia oblonga Mill. (marmeleiro)

Arbusto ou pequena árvore fruteira, de folha perene, nativo do Médio Oriente e das regiões temperadas do Cáucaso e Irão. O marmeleiro é plantado não apenas pelo fruto, mas também pela beleza e aroma da floração. As folhas de cor verde-escura, são simples, inteiras, agudas ou obtusas. As flores fragrantes, com cinco pétalas de cor branca-rosada, despontam no início da primavera. O fruto, o marmelo, é um pomo de cor amarela-dourada, muito fragrante, que se colhe em setembro.

Família: Rosaceae

Altura: De 3 a 5 metros.

Propagação: Semente e estaca.

Época de plantação: Outubro- março.

Condições de cultivo: Sol ou meia-sombra, solos neutros ou ligeiramente ácidos, abrigada dos ventos. Tolera baixas temperaturas e geada.

Manutenção e curiosidades: Planta de fácil manutenção. Para promover um bom desenvolvimento, necessita de espaço. O marmelo é muito usado para confecção de doçaria. A polpa do fruto tem propriedades medicinais, sendo por isso utilizado frequentemente sob a forma de compota no tratamento de inflamações gastrointestinais.

Nogueira

Juglans regia L. (nogueira)

Árvore caducifólia, de grande porte, oriunda da Grécia e Península Balcânica. O seu ritidoma enquanto jovem apresenta uma cor castanho-esverdeada, de textura lisa, dando lugar com o passar dos anos a uma tonalidade mais acinzentada de textura fendida. As suas folhas de cor verde, são alternas, com cinco a nove folíolos elíptico-obovados.

Possuem flores masculinas e femininas. As masculinas dispõem-se em amentilhos pendentes em ramos do ano anterior, enquanto as femininas se dispõem em amentilhos axilares de ramos formados no presente ano. O fruto é uma trima grande, verde, que se torna negra na maturação e é no seu interior que se encontra a noz. A parte comestível, no caso da noz, é a semente do fruto.

Família: Juglandaceae

Altura: Até 25 metros.

Propagação: Semente e estaca.

Época de plantação: Abril-maio.

Condições de cultivo: Pleno sol, abrigada dos ventos, solos profundos e bem drenados. Tolera baixas temperaturas, geadas tardias podem comprometer o desenvolvimento do fruto.

Manutenção e curiosidades: Não gosta de podas. Deve ser plantadas em locais espaçosos, onde possa crescer livremente. São árvores valiosas pela sua beleza e pelos seus variados usos. Nada se desperdiça: o fruto é comestível; as folhas têm propriedades medicinais; a madeira é um produto nobre; e as raízes são utilizadas como revestimento em carros de luxo.

Fotos: Thinkstock

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Com Ana Luísa Soares

Poderá Também Gostar