Jardins Viagens

Stowe, a paisagem no jardim

A casa de família agora transformada em colégio

Percorrer Stowe é uma verdadeira empreitada, mas vale bem a pena a visita. São 160 hectares de jardins com edificados góticos e clássicos, esculturas, lagos, rios, pontes e até um colégio e um campo de golfe. Estes dois últimos eram fruto da atual conjuntura económica que necessitava de recursos para manter parques e jardins outrora suportados por estruturas familiares.

Templo dos Britânicos Notáveis

História

No caso de Stowe, foi a família Temple que, no início do séc. XVIII, encomendou os primeiros projetos para o parque. Delegou-os a dois dos mais famosos arquitetos da época: John Vanbrugh e Charles Bridgeman. A propriedade transformou-se na vanguarda dos jardins da época, testemunhando o poder e as ambições políticas da família.

Até 1733, os jardins em volta da casa eram, pela mão de Bridgeman, uma reprodução do jardim formal francês. Nele existiam caminhos em linha reta, parterres geométricos e ha-has que permitiam uma continuidade com a paisagem envolvente sem muros ou vedações.

A origem dos jardins de paisagem ingleses

O projeto foi posteriormente entregue a William Kent, sobre quem Walpole escreveu a famosa frase “Kent leaped the fence and saw that all nature was a garden” (“Kent saltou a vedação e percebeu que toda a Natureza era um jardim”). Com Kent estavam lançados os alicerces do jardim de paisagem inglês.

Templo de Vénus

Abolidas as linhas direitas, os traçados geométricos e os eixos centrais, o jardim transforma-se numa paisagem naturalista. A área embora elaborada por mão humana, assemelha-se aos estereótipos do campo britânico. Nela predomina o verde e os volumes são dados por uma arborização abundante na qual não faltam ovelhas a pastar.

Em Stowe, mestre Kent pontua os cenários pitorescos com edificados clássicos como o Templo de Vénus, o Templo da Antiga Virtude e o Templo dos Britânicos Notáveis. Neste último, pude observar os bustos de Newton, Locke, Walter Raleigh, Francis Drake, Bacon, Shakespeare e Milton, entre outros.

Templo da Antiga Virtude

O novo estilo estende-se a todo o jardim. Apenas uma área mantém a sua assinatura até aos dias de hoje: a dos famosos Campos Elísios. Um paraíso da mitologia clássica, com um vale coberto que se estende entre dois dos “templos” e que finaliza com a presença de um curso de água.

A importância de Lancelot “Capability” Brown em Stowe

Em 1741, a manutenção do parque é entregue a Lancelot “Capability” Brown. Nos dez anos seguintes, seguindo as linhas de Kent, Brown adquire a experiência necessária para levar ainda mais longe este ideal de paisagem inglesa. O seu trabalho em Stowe foi a rampa de lançamento que lhe vai proporcionar inúmeras encomendas. Nos 35 anos seguintes, “Capability” trabalha em mais de 170 propriedades em Inglaterra. Acabou assim por revolucionar os parâmetros da arquitetura paisagística até então em vigor.

Templo da Rainha

Brown leva o conceito do jardim de paisagem às suas formas básicas. Assim, e, dispensando as referências arquitetónicas clássicas, opta por lagos sinuosos, relvados a perder de vista e plantação informal.

Embora na maioria dos casos o resultado final era produto de remoção de terras, criação de cursos de água artificiais e plantação de árvores já adultas, as composições daí resultantes adquirem uma aparência totalmente naturalista e semelhante à de um campo inglês no seu estado ideal.

Mas ainda não é o caso de Stowe. O gosto de Kent pelos edificados (são 27) dominam toda a composição. Chamam à atenção de quem percorre o parque pelas estruturas góticas ou clássicas que, para além de constituírem atrativos “points de vue”, transmitem mensagens políticas e sociais ao observador mais esclarecido.

Ponte Palladiana (mas desenhada por James Gibbs dois séculos depois do desaparecimento de Andrea Palladio)

Visitar Stowe é perceber as origens de uma nova ordem estética. Esta rejeita o formalismo do jardim francês, com as suas linhas geométricas, abundância de flores em canteiros delimitados, e eixos centrais a perder de vista.

Templo Gótico num cenário bucólico

Stowe, como outros jardins de paisagem inglesa, não é para se admirar a partir da casa. Tem de o percorrer e encantar-se a cada curva com um novo cenário que vem através da colocação de árvores, um curso de água, ruínas ou templos. Fruto de uma manutenção rigorosa, Stowe é um local com uma paisagem ideal, perfeita, tranquila, como gostaríamos que fosse a Natureza que nos rodeia.

Mais informações sobre Stowe aqui.

Fotos: Vera Nobre da Costa

Gostou deste artigo? Subscreva o nosso canal no Youtube e siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest

Poderá Também Gostar