Aromáticas e Medicinais

Tomilho, um tapete aromático

Existem tomilhos (Thymus) que se transformam em autênticos arbustos e outros que são tão baixos que chegam a ser rasteiros mas todos têm em comum o esquisito aroma das folhas em forma de lança com 1 cm de largura e cor verde. Crescem espontaneamente em zonas inclinadas, áridas e com Sol.

Esta erva aromática tem várias particularidades a ter em conta:

  1. Muito rústico, o tomilho cresce em qualquer terreno, embora prefira solos secos e ligeiramente calcários.
  2. Tolera as geadas e a seca e prefere exposição a Sol pleno.
  3. Não abuse da rega, a não ser que pretenda favorecer nova brotada. Nesse caso, incremente as regas e junte adubo.
  4. No verão reduza as matas das espécies mais altas e lenhosas para as manter compactas. Corte os ramos não desejados das espécies baixas ou rasteiras.
  5. A cada 3 anos substitua os exemplares com aspecto envelhecido.
  6. Multiplique por estacas semimaduras no Verão ou por divisão na Primavera.
  7. As daninhas podem invadir as matas. Retire as infestantes pela raiz.
  8. Proteja das geadas os exemplares mais jovens, instalando coberturas ao pé de cada mata ou telas de plástico transparente.
  9. Recolha e seque as folhas antes da floração ou utilize-as frescas para condimentar sopas, verduras e carne.
  10. Coloque tomilho junto de outras aromáticas, de rosas ou em maciços de vivazes para aproveitar o aroma.

No jardim…

Excelente rasteira, o Thymus serpyllum enraiza sem dificuldade em qualquer parte, inclusive em terrenos pedregosos e secos. As suas diminutas mas intensamente perfumadas folhas e as abundantes flores estivais ficam espetaculares no jardim de rochas.

…e em vaso

O tomilho comum (Thymus vulgaris) é muito rústico e adapta-se sem problemas ao cultivo em vaso. Plante em substrato ligeiro, vigie a drenagem e não regue demasiado.

Foto: Thinkstock 

Gostou deste artigo? Subscreva o nosso canal no Youtube e siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest.

Poderá Também Gostar