Manutenção Geral

Tudo sobre adubos caseiros

Muitas plantas e desperdícios da casa e do jardim podem ser convertidos em adubo para as plantas. São os fertilizantes caseiros, fáceis de fazer e que, embora não devam substituir os adubos minerais, ajudam a enriquecer a terra das plantas. O adubo caseiro mais rico em nutrientes é o composto, que se faz com resíduos da casa e do jardim. Mas há mais: a casca das bananas, as cinzas de madeira, o sumo de frutas. Da mesma forma que os adubos comercializados, não convém utilizar nem em excesso nem de modo continuado.

Cinzas de madeira – Boas para as rosas

  • As cinzas de madeira são ricas em fósforo e potássio, elementos que favorecem a floração e aumentam a resistência ao frio. Também contêm cálcio e oligoelementos.
  • Pode usar as cinzas de madeira da chaminé ou de barbecue ou de ramos de arbustos.
  • Devem ser usadas rapidamente. Quando esfriam deve deitar duas ou três pás aos pés de cada espécie e misturar com a terra. São excelentes para as rosas.

Composto – Tem mais nutrientes

  • Trata-se de um adubo orgânico elaborado a partir de desperdícios. Do jardim, pode usar as daninhas (sem flores nem sementes), restos de relva, flores murchas,, ramos podados, folhas ou palha. Não convém juntar plantas doentes ou tratadas com produtos químicos.
  • Da horta, os restos de verduras e colheitas passadas. De casa, borrsa de café e chá, casacas de ovo ou papel de jornal.
  • O recipiente que vai albergar o composto deve ficar num cantinho com sombra. Convém esfarelar os resíduos o máximo possível, dipostos por capas: ma inferior, os restos lenhosos grossos; sobre estes, matéria orgânica como estrume  e terra de jardim, depois, folhas, feno ou palha.
  • De vez em quando, convém humedecer o composto e dar a volta todos os meses. Assim que apresentar um tom acastanhado e estiver frio, é sinal que está pronto a ser usado.

Terriço de folhas

As folhas que as árvores perdem no outono, além de serem um elemento básico na elaboração do composto, podem ser utilizadas para melhorar a terra. Coloque-as num saco de plástico negro esburacado. Necessitam entre seis a 12 meses para se decomporem e se converterem em terriço, ideal para misturar coma terra, tanto do jardim como dos vasos, ou para usar como cobertura.

Adubo verde – Valem todas as plantas

  • O adubo verde incrementa a fertilidade do terreno e evita a erosão e a proliferação de daninhas, reduzindo a evaporação.
  • Como adubo verde serve qualquer planta, embora as mais usadas sejam as leguminosas favas e ervilhas ou as forrageiras.
  • Trata-se de cultivar estas plantas como rasteiras junto de outras plantas ou de as semear antes e arrancá-las quando se vai plantar.
  • Deve cortá-las antes de florescerem e produzirem sementes. Caso contrário, os efeitos benéficos ficam anulados.

Cascas de banana – Arbustos e bagas

  • Esta fruta tem a particularidade de acumular, durante o crescimento, grandes quantidades de elementos minerais (potássio). E como estes nutrientes permanecem na casca, podem ser aproveitados.
  • A casca da banana é estupenda para todos os arbustos que emitem bagas.
  • E também para as rosas, tanto para que os escaramujos fiquem mais bonitos como para que as flores tenham perfume mais prolongado. Como se utilizam? Triturar ou cortar fino e aplicar no fundo do buraco da plantação.

Outros adubos – Sumos de frutos e café

Outros adubos bons: restos de sumos de frutos, junto com a água da rega; a terra da toca das toupeiras é rica em sais minerais e melhora o solo das sementeiras; a água de cozer batatas é muito rica em nutrientes e pode ser usada para regar as plantas de interior; borras de café ou chá podem ser estendidas em capas finas, juntando depois a terra.

Fotos: GettyImages

Gostou deste artigo? Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest e subscreva o nosso canal no Youtube.

Poderá Também Gostar