Manutenção Geral

Quais as vantagens do mulching?

As coberturas ou “mulch” trazem numerosas vantagens para as plantas do jardim. E podem poupar muito trabalho. Fazer coberturas é tapar o solo em redor das plantas para proteger do frio, do calor ou da seca.

Regra geral, é suficiente espalhar uma capa com 5 a 10 cm de grossura. Os materiais são diversos: orgânicos, como o composto, o estrume ou as folhas; ou inorgânicos como o plástico e a areia. Deve aplicar sobre solo limpo sem daninhas e ligeiramente húmido.

Antes de colocar: Limpe o solo

  • Para que as coberturas resultem, é importante colocá-las sobre um terreno bem limpo e tornase necessário eliminar todas as daninhas.
  • Depois, deve arejar superficialmente a terra com uma pequena enxada ou com um cultivador, para que fique solta.
  • Finalmente, regue de forma abundante mas sem encharcar. O solo não pode estar muito húmido mas convém que tenha alguma humidade antes de colocar o material de cobertura.

Como aplicar: Cubra as raízes

  • No caso de plantas pequenas deve aplicar seguindo a extensão da copa mas sem que o material cubra o ramo ou tronco principal. Nos maciços, é colocado nos buracos que se encontram entre as espécies.
  • As coberturas são úteis durante todo o ano. Colocam-se imediatamente após a plantação e são renovadas na primavera e no outono.

Características

  • Mantêm o calor, a humidade e a estrutura do solo, dando origem a um microclima favorável. Isto significa menos rega no verão e protecção das raízes face ao frio ou à seca.
  • Boa alimentação dos microrganismos e pequenos seres vivos do solo, que produzem húmus e substâncias nutritivas. O solo retém por mais tempo os nutrientes.
  • Proteção do terreno face ao vento e às intempéries e prevenção do endurecimento e do encharcamento.
  • Restringe ou trava a luz que chega à superfície do solo, inibindo o crescimento de infestantes. A turfa e gravilha são dois bons materiais para coberturas.

Materiais

Orgânicos: Cortiça, turfa, composto
  •  As coberturas orgânicas devem possuir uma estrutura frouxa que permita serem penetrados pela água. Como se vão decompondo, melhoram o terreno.
  • Destacam-se a cortiça triturada, muito útil porque evita a germinação das sementes e das daninhas e porque além disso é muito decorativa.
  • A turfa, o composto e o estrume são atraentes e em capas grossas servem para eliminar as daninhas. O único problema é que desaparecem rapidamente.
  • Mais económicos, mas não menos eficazes, são a palha e o papel de jornal. A palha é ideal para proteger do frio. A relva cortada deve ser colocada em capas finas.
Inorgânicos: Gravilha, areia, cartão
  • As coberturas inorgânicas também cumprem eficazmente o objectivo de proteger o solo e impedir o aparecimento de daninhas, embora não o dotem de nutrientes.
  • As folhas de plásticos devem ser fixadas ao terreno para evitar que se soltem com o vento. Uma das desvantagens é que depois de estendidas é impossível juntar matéria orgânica. Mas em caso de necessidade, pode colocar matéria orgânica abrindo pequenos furos no plástico.
  • A areia e a gravilha oferecem muitas vantagens para o controlo das daninhas. São atraentes e baratas, ideais para proteger do frio e conservam a humidade. Proporcionam um dos melhores “mulchings” para zonas ornamentais.
  • O papel e o cartão podem e devem ser utilizados com areia ou gravilha. Deve fixá-los bem para não se soltarem.

Como instalar uma cobertura de plástico

1- Utilize um lençol de polietileno negro, à venda nalguns centros de jardinagem. Não use plásticos transparentes ou perfurados.

2- Estenda o produto sobre a zona a proteger e cubra com gravilha para durar mais. Para as plantações, faça furos no plástico.

3- A folha de plástico é ideal para controlar as ervas daninhas e para manter o solo quente e húmido. Muito útil na horta.

Ilustrações: Stefanie Saile

Fotos: GettyImages

Gostou deste artigo? Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest e subscreva o nosso canal no Youtube.

Poderá Também Gostar