Manutenção Geral

Saiba como cuidar do seu relvado

Setembro está quase a chegar, mas o calor ainda dura mais algum tempo, por isso ainda pode aproveitar o seu relvado. E qual é o jardineiro que não quer ter um relvado bonito e viçoso? Para o conseguir, siga estas dicas.

1. Corte regularmente

 Este passo é essencial, pois vai fortalecer o relvado e mantê-lo bonito. Deve fazê-lo cerca de duas a três vezes por semana com um cortador de relvado. O ideal é cortar pouco com muita frequência, pois assim o relvado vai ter mais densidade. Não deixe que a relva cresça demais, pois a qualidade da mesma vai diminuir. No verão, quando está muito calor, não deixe a relva muito curta, para que não perca os nutrientes: deixe-a pelo menos com 3 centímetros de altura. Em épocas de menos calor, pode deixá-la com cerca de 2,5 centímetros.

Utilize uma roçadeira se tiver um relvado numa área grande em que um cortador de relva não de adapte, como em declives, ou para aparar as bordas do relvado junto a canteiros.

O cortador de relva VIKING MA 339 é leve e ecológico, pois funciona a bateria.

 

2. Fertilize

A fertilização do relvado é um passo muito importante. Ao fazê-lo, estará a garantir que este cresce saudável, verde e com cobertura homogénea. Além disso, previne o aparecimento de musgo e de ervas daninhas.

Fertilize a cada quatro ou cinco semanas, com fertilizante orgânico próprio para relvados, a partir do início da primavera até setembro. Aproveite também a própria relva que é cortada pelo corta-relvas – se a deixar ficar no relvado, vai decompor-se no solo passado algum tempo e devolver nutrientes ao solo. Este processo designa-se mulching e apenas alguns modelos de corta-relvas o fazem, como o iMow da VIKING (grupo STIHL).

3. Regue

Um relvado em Portugal não sobrevive sem rega, pelo menos nos meses mais quentes. Se possível, invista num sistema de rega automático que permite regar durante a noite, tornando a rega mais eficiente, pois a evapotranspiração das plantas será menor. As regas devem ser regulares e abundantes nos locais mais quentes e secos. Nos locais mais frescos e húmidos, só precisa de regar quando não chove. Preste atenção ao aspeto da relva: quando precisa de água, ganha um tom azul-acizentado e algumas folhas começam a murchar.

4. Escarifique e areje

Ao longo do tempo, o relvado vai acumulando uma camada a que se chama feltro (tatch) e que é composta pelos restos dos cortes do relvado, semidescompostos. Esta camada dificulta a infiltração da água. A escarificação é a resposta a este problema e deve ser feita com um instrumento chamado escarificador, que perfura uniformemente a superfície do relvado, removendo os detritos e permitindo a infiltração da água.

Agora que já sabe o que deve fazer, arregace as mangas e dedique-se ao seu relvado!

Explore o universo dos equipamentos a bateria para jardim no site da STIHL.

Fotos: Thinkstock, STIHL

Powered by STIHL

Poderá Também Gostar