Jardim

Cuidar das plantas sem sair de casa

Utilizando uma série de coisas que tem em casa, muitas delas desperdícios, pode aproveitar como fertilizantes ou fungicidas para as suas plantas.

Neste momento, a nossa realidade encontra-se bastante confinada. Esta época tem afetado o nosso dia a dia de tal forma que temos mudado a perspetiva de como o viver. Ganhamos a consciência de que temos de melhorar o nosso modo de vida e reinventarmo-nos em casa. Por isso, e de forma a sermos mais conscientes, devemos respeitar as normas da Direção-Geral da Saúde e dosear o número de saídas de casa, sem, contudo, pôr em causa o cuidado das suas plantas. Assim, respeitamos e cuidamos o Outro, mas também o ambiente. Será um dois em um.

Confesso que a forma que mais me distrai é estar a cuidar do jardim sempre que posso e o tempo permite. E poder fazer tratamentos mais orgânicos e menos químicos é consolador. Aqui ficam algumas sugestões que nos ajudam a ter uma atitude mais sustentável em casa.

CASCA DE BANANA

A banana acumula durante o seu crescimento grandes quantidades de potássio, um macronutriente fundamental para o desenvolvimento das plantas, sendo as suas cascas ótimas para adubar, pois grande parte do potássio permanece na casca. Normalmente são mais utilizadas em árvores de fruto e arbustos de baga, mas também podem ser utilizadas para adubar rosas, tornando o seu perfume mais prolongado. Basta cortar a casca em pedaços bem pequenos e colocar na terra.

A parte interna da casca pode ainda ser utilizada para limpar as folhas das plantas, deixando-as mais brilhantes.

BORRAS DE CAFÉ

As borras de café têm na sua composição uma grande fonte de azoto, que representa um dos principais macronutrientes que compõem o solo e é muito consumido pelas plantas. Também ricas em carbono, apresentam resultados fabulosos como fertilizante em flores, principalmente em roseiras e hortências. As borras de café acabam também por favorecer a acidez do solo.

Atenção que a borra do café não deve ser colocada diretamente na terra, mas sim colocada juntamente com água. As borras de café podem também servir como repelente, colocando cerca de três colheres de sopa de borras de café num litro de água e deixar descansar durante uma semana. Após esse período, coloque um pulverizador e aplique nas folhas da planta.

CINZAS DE MADEIRA

Nas cinzas de madeira, encontram-se compostos alcalinos à base de potássio, magnésio, cálcio e sódio, bem como outros elementos minerais, como o fósforo e o ferro. As cinzas apresentam como principal função a de corretor de solo − aumentam o seu pH −, dado serem maioritariamente compostas por elementos alcalinos. Pode utilizá-las nas culturas hortícolas pelas propriedades dos oligoelementos.

LEITE

O leite pode ser utilizado como fungicida, na razão de 100 ml para um litro de água. Ao pulverizá-lo nas folhas, os seus sais e aminoácidos tornam as plantas mais resistentes, evitando o aparecimento de doenças. Caso este seja colocado em substrato, funciona como fertilizante.

CASCAS DE OVO

As cascas de ovo podem ser utilizadas como fertilizante, quando secas, trituradas até ficarem em pó e misturadas no substrato. São ricas em cálcio, potássio e magnésio, sendo por isso benéfico misturá-las à terra dos seus vasos da horta e/ou jardim. Funcionam também muito bem para afastar os caracóis da sua horta.

CANELA

O pó de canela misturado com a terra evita o surgimento de fungos nas plantas e acelera o seu enraizamento.

RESTOS DE VEGETAIS

Quando tiver cascas de abóbora, cenoura e batata, misture-as na terra, porque a vitamina E na sua composição vai permitir o desenvolvimento das suas plantas de forma mais saudável.

SAIBA MAIS

ACOMPANHE AS NOVIDADES DE PERTO NAS REDES SOCIAIS (Facebook e Instagram)

https://www.facebook.com/Pisoterreo

https://www.instagram.com/pisoterreo_ap

Precisa de ajuda para o seu jardim?

Entre em contacto connosco para mais ideias, dicas e conselhos. Consultoria à sua medida: geral@pisoterreo.com

SABIA QUE…

Podemos ter como adubos caseiros a casca de banana, as borras de café, as cinzas de madeira, o leite, as cascas de ovo trituradas e os restos vegetais? Pois é verdade. E cada um com características específicas.

Gostou deste artigo?
Então leia a nossa Revista, subscreva o canal da Jardins no Youtube, e siga-nos no Facebook, Instagram e Pinterest.


Poderá Também Gostar