Ornamentais

Cultivar próteas em vaso

Descobri as próteas em 2019 quando visitei pela primeira vez a Flora Toscana. Confesso que até ai, as conhecia principalmente como flor de corte, pois são muito usadas nas floristas em todo o mundo e em Portugal não são exceção, é talvez até uma das flores mais caras e mais procuradas, quer pela sua beleza quer pela sua durabilidade (pode durar várias semanas na jarra). Conhecia também as próteas de as ver na sua vertente natural, nas paisagens da África do sul e Austrália.

Quando em 2017 iniciei o site da Jardins e a Flora Toscana iniciou a sua parceria connosco, apresentou-nos o seu projeto de produção de próteas e aí tive de começar a estudar estas plantas que desconhecia por completo e que me apaixonaram.

Aqui no site são muitos os artigos sobre estas plantas únicas, mas hoje estou a escrever sobre a minha experiência de cultivar uma prótea Little Prince em vaso há três anos no meu terraço e com grande sucesso, uma vez que ela acabou de florir agora em dezembro pela segunda vez este ano, tinha florido na primavera (em abril), tenho-a desde 2019 e desde essa altura que todos os anos tem duas florações, uma na primavera e outra no outono ou inverno.

Condições de cultivo que tenho

Sol durante a manhã, no inverno, apenas das 8.30 até às 13.00 e no verão das 7.30 até às 14.30.

Ela está num vaso com cerca de 40 cm de altura e 40 cm de diâmetro, bem drenado, com um substrato para proteáceas, e com uma cobertura de casca de pinheiro. Todos os anos renovo uma parte do substrato e faço uma adubação no outono, com um adubo para proteáceas, uma vez que estas plantas são muito sensíveis ao fósforo, logo não devem ser adubadas com um adubo qualquer.

Rego quando o substrato está seco, no inverno não mais do que uma vez por semana ou até de quinze em quinze dias e no verão vou vendo como está o substrato e vou regando quando está muito seco.

No final da floração corto as hastes florais. Há anos que tenho duas ou três flores de uma só vez. Este ano tive uma flor na primavera e uma no outono. Um botão demora meses a abrir e é extraordinário observar todo esse processo.

Deixo aqui algumas das fotografias da floração ao longo das semanas para verem como é bonita e como é fácil ter esta planta em vaso.

A minha está em Lisboa, há três anos e nunca me falha! Veio da Flora Toscana. Basta ter o cuidado de lhe dar o substrato certo, bastante sol, a rega suficiente e a adubação adequada (mais vale a menos que a mais!). Posso dizer que é a rainha do meu terraço.

 

Gostou deste artigo? Então leia a nossa Revista, subscreva o canal da Jardins no Youtube, e siga-nos no FacebookInstagram e Pinterest.

Gostou deste artigo?
Então leia a nossa Revista, subscreva o canal da Jardins no Youtube, e siga-nos no Facebook, Instagram e Pinterest.


Poderá Também Gostar