360º

Especial orquídeas: entrevista com José Santos

A Jardins esteve no Orquidário na Jardins Sintra à conversa com José Santos, presidente do Clube de Orquidófilos de Portugal.

Neste vídeo, fique a conhecer um pouco mais da história e experiência do especialista e colaborador da Jardins e aprenda mais sobre o mundo das orquídeas.

Como começou esta paixão?

Desde de cedo que a natureza e os jardins entraram na vida de José Santos. No entanto, foi só aos 13 anos que teve contato pela primeira vez com as orquídeas e a partir daí a sua paixão não parou de crescer. Uma madeirense foi  morar perto de José e trouxe exemplares de orquídeas Cymbidium. A sua autenticidade e diferença chamou a atenção do especialista, que desde então tem procurado conhecer e estudar as diferentes espécies existentes.

Quais os principais cuidados a ter?

Tendo em conta que as orquídeas se tratam de espécies exóticas, é necessário ter em atenção a 4 elementos. São eles a temperatura, a humidade, a luz e o arejamento. Há que ter ainda em conta o substrato porque cada tipo de orquídea tem as suas especificidades que devem ser estudadas para permitir o desenvolvimento adequado da planta.

Por que orquídea começar?

José Santos aconselha os principiantes a começarem pelas Cymbidium, caso tenham uma zona ou espaço no exterior. Portugal tem condições climatéricas propícias ao desenvolvimento e floração deste tipo de orquídeas. Se for para colocar no interior de casa, as Phalaenopsis são mais fáceis de manter e cultivar.

Quantas orquídeas tem a sua coleção particular?

Apesar de não as ter catalogadas e muitas vezes lhes perder a conta, o especialista tem cerca de 500 orquídeas na sua coleção pessoal em casa.

Quais são as suas preferidas?

José Santos tem um carinho muito especial pelas Cymbidium – as primeiras que conheceu – no entanto também não esconde a admiração pelas Bulbophyllum, que possuem flores e formas muito peculiares.

Quais são as mais raras?

As orquídeas mais raras para se ter em casa são as micro-orquídeas.

Aproveite para ver: Como reenvasar uma orquídea Phalaenopsis

Gostou deste artigo? Subscreva o nosso canal no Youtube e siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest.

Poderá Também Gostar