Jardins

Planear o jardim para o verão

 

Equináceas

Agora que começa a época do ano em que o jardim é mais utilizado, é a altura certa para criar zonas confortáveis onde possa descansar, conviver ou jardinar.

O segredo para um jardim de sucesso à sua medida é começar de forma faseada, criar zonas que efetivamente vai usar, plantar o que mais gosta e que lhe dá mais prazer. Conseguir um jardim de que goste, sem que isso implique enormes esforços financeiros e de manutenção. Tenha em atenção os seguintes fatores pois estes são fundamentais para atingir os seus objetivos:

Dimensão do espaço / investimento

Consoante a área disponível, faça um planeamento das zonas que deseja, mas, atenção, devem ser coerentes com o espaço que tem. Para conseguir mesmo concretizar, opte por soluções que não impliquem investimentos muito grandes, que não está disposto a fazer e que o levam a desistir e a acabar por não fazer nada.

Atenção à qualidade do solo

Para as plantas se desenvolverem, é muito importante que o solo seja de boa qualidade. Para saber, pode mandar analisá-lo a um laboratório especializado que também lhe dará aconselhamento em relação à fertilização a fazer, se for caso disso.

Também é muito importante perceber qual o pH do seu solo, se é ácido ou básico para depois poder adaptar as suas plantações ao tipo de solo que tem.

Por exemplo, plantas como as hortênsias, as azáleas, as urzes e as gardénias gostam de substratos ácidos.

Embora a maior parte das plantas prefira solos neutros ou ácidos, algumas plantas como os cotoneásteres, os brincos-de-princesa e os azevinhos dão-se bem em solos de pH mais alcalino.

Onde pode mandar fazer análises ao seu solo:

  • https://agqlabs.pt/analises-de-solo/
  • http://www.drapn.min-agricultura.pt/

Plantas de sol

Perceba qual a exposição solar do seu jardim

Para conseguir perceber quantas horas de sol tem o seu jardim em cada uma zonas, tire um dia em cada estação do ano (comece agora se nunca o fez) e anote as horas de sol de cada zona. No verão, coloque-se virado a sul e aponte a zona onde o sol nasce e perceba onde se põe.

Faça um quadro onde anota ao longo do dia as horas em que cada zona começa a ter sol e em que deixa de ter. Isso vai-lhe dar a classificação de cada zona em termos de exposição solar, que depois deve conjugar com as plantas adequadas a cada situação.

Aproveite as zonas expostas ao sol

Nestas zonas, pode aproveitar para colocar espreguiçadeiras, sofás, pufes, para quem quiser apanhar sol, de preferência que sejam peças facilmente transportáveis e versáteis para poder mudá-las de sítio sempre que quiser.

A sombra e o sol vão-se alterando ao longo do dia. Nestas zonas, plante malmequeres, alfazemas, alecrins, flores de época como as petúnias ou as begónias, as bidens ou as equináceas.

No verão sabe bem estar ao fresco

Tire partido das zonas de sombra

Nos dias de calor, sabe bem estar numa zona mais fresca, onde se pode descansar e contemplar o jardim. A sombra das árvores ou pérgulas cobertas de vegetação são as melhores formas de conseguir uma sombra densa e fresca. Se as plantas forem aromáticas como o jasmim, a glicínia ou as roseiras, ainda mais agradável vai ser a vivência do espaço.

Plantas de sombra

Crie uma zona de refeições gourmet

Grande parte das pessoas gosta muito de usar o jardim para receber os amigos nos dias quentes de verão. Se é esse o seu caso, prepare um espaço verdadeiramente gourmet, onde, além do grelhador, pode ter um forno, uma cozinha de exterior ou apenas uma boa mesa e refeições, numa zona decorada e enquadrada como se fosse uma sala de estar exterior.

Para que esta zona seja ainda mais completa, faça um pequeno jardim com as aromáticas que mais utiliza nos seus cozinhados nestas épocas do ano. Pode ter tomilhos, alfazemas, alecrim, sálvias, manjericão, hortelã, estragão, salsa, coentros, cebolinho e muitas outras consoante as que preferir e utilizar.

Escolha plantas de que gosta

Não vale a pena ter plantas de que não gosta ou com as quais não se identifica – claro que deve sempre tentar que sejam plantas adaptadas às suas condições, há sempre mais do que uma opção disponível.

Se cultivar o que gosta, mais facilmente vai querer cuidar e manter em boas condições. Se gosta de rosas, escolha uma zona ao sol protegida dos ventos e plante roseiras. Se não quer mesmo ter trabalho nem gastar muita água, opte por plantas mediterrânicas, catos ou suculentas.

Jardins de aromáticas

Classificação das plantas em relação a tolerância a exposição solar

  • Sol: Plantas que necessitam de mais de 6 horas de sol por dia.
  • Meia sombra: Plantas que necessitam de 4-6 horas de sol por dia.
  • Sombra: Plantas que necessitam de pelo menos 3 horas de sol por dia.
  • Sombra densa: Plantas que necessitam entre 0-2 horas de sol por dia.

Veja o novo vídeo da Jardins!

 

Gostou deste artigo? Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest e subscreva o nosso canal no Youtube.

Poderá Também Gostar