Aromáticas e Medicinais

Tachagem, uma planta amiga dos pulmões

Plantago major

Existem entre nós três variedades principais de tanchagens, sendo todas elas medicinais: tanchagem maior ou tanchagem terrestre (Plantago major), tanchagem média e tanchagem menor de folha mais estreita e pontiaguda do que as outras (Plantago lanceolata). É ainda conhecida por corrijó, erva-de-ovelha, calracho, tanchagem das boticas, psílio, e erva pulgueira devido a forma, cor e tamanho das sementes cuja casca se assemelha a pulgas.

História

Era já conhecida e muito utilizada na antiguidade. Alexandre, o Grande, designava-a Governante-dos-caminhos, devido à sua grande abundância nas beiras dos caminhos.

O médico e historiador grego Dioscórides atribuía-lhe várias propriedades. Os anglo-saxões utilizavam-na como panaceia para curar inúmeras doenças e era por eles considerada uma das nove plantas sagradas. Na Índia é cultivada em grande escala para recolha das sementes muito utilizadas no tratamento de problemas intestinais, incluindo desinteria.

Plantago lanceolata

Descrição

É uma planta vivaz, da família das plantagíneas. Tem folhas espessas, estreitas ou arredondadas, com cinco nervuras bem salientes. É acaule, flores em espiga de cor branca ou malva, é inodora e de sabor ligeiramente amargo. É rasteira mas pode também chegar a atingir cerca de 40 centímetros de altura.

Habitat

Existe por toda a parte na Europa setentrional, Açores, Madeira, Norte de África e Ásia, sobretudo na Índia onde é cultivada. É propagada a partir de semente e requer muito Sol. Também cresce espontânea em lugares húmidos com muita vegetação na berma das estradas, terrenos baldios, hortas e jardins.

Composição

Muito rica em mucilagem (cerca de 30%). Ácidos gordos: ácido linoleico, oleico e palmítico. Taninos, glicócidos, alcalóides, ácido salicílico e potássio.

Plantago lanceolata

Propriedades

É antibiótico, anti-inflamatório, expetorante, fortificante dos vasos capilares, calmante, laxativo, diurético e adstringente. As folhas esmagadas podem ser aplicadas directamente sobre a pele para aliviar picadas de insectos e estancar hemorragias. Internamente pode ser utilizada em forma de chá para combater bronquite, catarro e outros problemas de pulmões e vias respiratórias tendo um forte efeito expectorante devido ao alto teor em mucilagem. O ácido silício ajuda a fortalecer os pulmões.

O seu efeito adstringente é útil para tratar diarreia e cistite. O psílio é útil no tratamento de hemorróidas pois amolece as fezes e reduz a irritação das veias danificadas. Tem ainda uma acção simultaneamente laxativa e anti-diarreica, ajudando a equilibrar o funcionamento intestinal. O efeito calmante e protector das cascas e sementes beneficia todo o parelho gastro-intestinal podendo ser utilizado no tratamento de úlceras gástricas e duodenais e problemas digestivos de acidez. A mucilagem é útil no tratamento no síndroma do cólon irritável. Muito eficaz e suave no tratamento de problemas intestinais em crianças.

O líquido gelatinoso produzido quando o psílio é mergulhado em água tem a capacidade de absorver toxinas no intestino grosso.

A sílica e os taninos presentes na sua composição são muito úteis no tratamento de varizes aplicado em forma de compressas. Compressas de folhas aplicada sobre as articulações alivia dores reumáticas e ajuda a desinflamar.

Muito útil para drenar furúnculos ou outras impurezas. Aplicar a folha directamente ou fazer um cataplasma mergulhando as sementes ou folhas numa infusão de calêndula.

Uma infusão de folhas pode ainda ser utilizada para lavar olhos inflamados ou em compressas ou tampões dentro dos ouvidos para aliviar a dor e combater a inflamação. Pode ainda ser utilizada para tratamento de contusões e entorses. Para aliviar a febre, aplicar folhas frescas sobre a testa.

Culinária

As folhas tenras da tanchagem ficam óptimas em sopas e saladas.

Cuidados

O pólen da tanchagem é um dos causadores da febre dos fenos.

No jardim

É uma planta que preocupa os jardineiros pela sua disseminação nas áreas de cultura. As sementes são espalhadas por pássaros e insetos que as procuram para alimento.

A tanchagem cresce muitas vezes em conjunto com o trevo vermelho beneficiando este, mas podendo ambos tornar-se infestantes.

Antes de decidir arrancar todas as tanchagens da sua horta ou jardim, lembre-se que é sempre boa ideia deixar duas ou três plantas como remédio de primeiros socorros, especialmente para estancar hemorragias.

Fotos: GettyImages

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar