Aromáticas e Medicinais

Utilizações do cravinho

Embora o cravinho se explore essencialmente pela especiaria que produz, outras utilizações importantes se podem obter. Umas surge a partir dos orgãos da planta (rebentos raízes, folhas e frutos); outras a partir da especiaria já referida, parte da qual já só atinge os mercados internacionais depois de um preparação intermédia. Conheça aqui os produtos finais desta aromática.

1- Cravo, cravinho (cravo-de-caecinha)

Por este nome designa-se a flor do cravo (Syzygium aromaticum Merril & Perry) completamente desenvolvida e colhida antes da florescência e seca.

O gomo encontra-se em condições de ser colhido quando os tecidos estão túrgidos e as pétalas avermelhadas. Por efeito da secagem o gomo perde humidade, os tecidos contraem-se e ficam castanho-escutros ou castanhos e em forma de um pequeno prego de corpo alargado e uma pequena cabeça (e daí o nome de cravo-de-cabecinha pelo qual também é conhecido).

2- Óleos essenciais derivados

Os óleos essenciais são obtidos por arrastamento pelo vapor de água e são constituídos por compostos voláteis. A composição do óleo essencial depende da natureza da matéria-prima donde são extraídos. É esse ambiente que lhes imprime características e valores comerciais diferentes.

3- Óleo de cravo (Clove bud oil)

Óleo essencial obtido a partir da especial, tal como foi definida. O material é sujeito a um tratamento prévio de redução a pó para facilitar a extração e obter maior rendimento. A extração tanto pode ser feita imediatamente ou mais tarde. Pode assim fazer-se na região produtora ou nos países importadores, embora a regra seja nas primeiras.

4- Óleo dos pedicelos (cravo-de-bastão; Clove stem oil)

Óleo essencial obtido a partir do pedicelos que foram separados dos gomos quando se procedeu à preparação da especiaria e depois secos. A extração do óleo essencial também pode ser realizada imediatamente ou mais tarde, mas ocorre sempre nas regiões produtoras.

5- Óleo de folhas (Clove leaf oil)

Óleo essencial obtido a partir da folhagem, quer daquela que resultou da colheita da especiaria quando ela se faz de forma violenta, ou de uma eventual poda, quer quando a cultura é orientada exclusiva ou dominantemente para a produção de folhagem.

6- Óleo dos frutos e das raízes (Mother of clove and clove root oil)

Óleo essencial obtido a partir dos frutos que resultaram de flores que não foram colhidas a tempo, ou a partir das raízes.

7- Óleo de frutos silvestres (Wild clove oil)

Óleo essencial, quase exclusivamente produzido nas Molucas. É produzido a partir de frutos das plantas silvestres e quando as árvores não são exploradas para a obtenção do cravinho.

Fotos: GettyImages

Livro “Especiarias e aromáticas do campo à cozinha” de José Eduardo Mendes Ferrão

Gostou deste artigo?
Então leia a nossa Revista, subscreva o canal da Jardins no Youtube, e siga-nos no Facebook, Instagram e Pinterest.


Poderá Também Gostar