Atualidade

Viagem à Toscânia com a Flora Toscana

Flora Toscana

Conheça o maior produtor de próteas da Europa e o maior produtor italiano de flores de corte e plantas de interior.

Nos dias 26 a 30 de março, estivemos na Toscânia a convite da Flora Toscana, uma cooperativa de produtores de flores com mais de 230 membros que é líder de mercado na produção e comercialização de próteas na Europa e de flores de corte em Itália. Visitámos as instalações da empresa, que se localiza em Pescia e que ocupa uma área de cerca de 25.000 m2. Fomos recebidos desde o primeiro momento por Luca Quilici, responsável pela exportação e pela área de Novos Negócios e Inovação, que nos acompanhou de forma incansável durante estes cinco dias.

Luca Quilici e Teresa Chambel

O que é a Flora Toscana

Esta cooperativa de produtores de plantas e flores foi fundada em 2004, tendo como origem a fusão de duas cooperativas dos anos 70. Luca Quilici, o nosso principal anfitrião nesta visita, foi um dos promotores da Flora Toscana, pois trabalhava desde 1985 numa das cooperativas que deu origem à fusão.

Esta empresa é um exemplo de sucesso no mercado da produção e comercialização de próteas, flores de corte, plantas de interior e outras. Com mais de 43 milhões de euros de faturação anual emprega, além dos produtores e das suas famílias, cerca de 130 pessoas.

O que faz a Floratoscana

A Floratoscana oferece aos seus associados todo o suporte técnico sobre o negócio; análises de mercado; consultoria no desenvolvimento de novos projetos; otimização de custos; embalagens e etiquetagem dos produtos; armazenamento e distribuição nos mais variados segmentos de mercado desde supermercados, floristas, hortos, centros de bricolage e jardinagem.

A empresa está sempre em contacto com os hibridadores da África do Sul, Austrália e Nova Zelândia em busca de novas variedades de plantas. Detém royalties de uma série de variedades de plantas da família das proteáceas como as: Protea, Telopea, Serruria, Banksia, Leucandendron, Leucospermum, Grevillea, bem como de outras plantas como Chamelaucium (flor-de-cera), Hardenbergia, etc. Estas plantas são produzidas em exclusivo pelos produtores associados da Flora Toscana que têm ainda a possibilidade de comprar a preços mais baixos todo o tipo de materiais e produtos necessários para as suas produções, caso, entre outros, dos substratos, fertilizantes, herbicidas, pesticidas, sistemas de rega, estacas, sementes.

A Flora Toscana com o conjunto dos seus associados produz em Itália 70 a 80 por cento das plantas que comercializa. Posteriormente, há uma percentagem que compra à Alemanha, Holanda e Dinamarca, entre outros, para revender, principalmente nas grandes superfícies como supermercados e também em floristas, etc.

Flora Toscana

 

Variedades exclusivas da Flora Toscana

Como foi referido anteriormente, uma das grandes mais-valias desta empresa é o facto de todos os anos colocar no mercado novas variedades de plantas exclusivas.  A marca possui royalties destas plantas e que mais ninguém pode produzir sem autorização. Entre muitas plantas exclusivas, podem destacar-se: Chamelaucium “My Sweet 16”®; Chamelaucium “Moonlight Delight”®;Leucandendron “Burgundy Sunset”®; Leucospermum “Ayoba Red”®Leucospermum “Red Carnival”®Protea “Little Prince”®; Telopea “Shady Lady White”®. Todas estas plantas são comercializadas em Portugal com grande sucesso, principalmente no Norte do País, mas com tendência para se difundir para o Centro e Sul.

Certificação GlobalG.A.P. e Sustentabilidade

A Flora Toscana tem desde sempre grandes preocupações com o ambiente. Na sua produção estão a ser introduzidas cada vez mais soluções e produtos amigos do ambiente, o que diminui os impactos negativos. Também as energias renováveis são uma constante, com o recurso a painéis fotovoltaicos para produção de energia utilizada no aquecimento, iluminação e automatização dos sistemas de rega. Muitos produtores fazem recolha de água da chuva para utilizar na rega.

Todas as plantas produzidas em vaso pelos produtores associados da Flora Toscana têm certificação GlobalG.A.P. desde 2013.

Flora Toscana

 

O que é a Certificação GlobalG.A.P.

É o referencial global para as boas práticas de produção agrícola e de plantas ornamentais, etc. Esta certificação aborda elementos de sustentabilidade ambiental que são avaliados por um auditor técnico. Estes elementos incluem o desenvolvimento de um plano de ação para resíduos e poluentes; avaliação do impacto das atividades da produção no meio ambiente; uso responsável de água e as formas eficientes de usar a energia. Com a certificação GlobalG.A.P. os produtores têm de seguir um manual de boas práticas. Este garante que o produto adquirido pelo consumidor final é ambiental e socialmente responsável.

Comércio justo/Fairtrade

A Flora Toscana importa e comercializa flores com certificado Fairtrade desde 2006. É a única empresa italiana no mercado das flores com esta certificação, que garante melhores condições de vida aos produtores locais. São importadas rosas produzidas no Quénia para serem comercializadas como flores de corte. Desde que começaram a trabalhar com estes projetos Fairtrade, mais de 360.000€ euros foram investidos no Quénia em projetos de saúde pública para a comunidade local. Este certificado Fairtrade garante ao consumidor final que todo o processo, desde o produtor até à loja, é feito segundo as regras do comércio justo.

Mercado português

Foi em 2004 que a Flora Toscana começou a vender plantas para Portugal, que é hoje o maior comprador de Proteáceas da Europa. No Norte do País, estas plantas são muito utilizadas nos jardins, varandas ou terraços. Visto que são muito apreciadas como flores de corte, e também são muito usadas para colocar nos cemitérios e para oferecer no dia das madrinhas. Estas tradições, além de promoverem uma apreciação cada vez maior por estas plantas, têm feito aumentar as vendas de forma expressiva todos os anos. Cada vez há mais pessoas em Portugal a gostar de próteas. Pois são plantas que se adaptam muito bem ao nosso clima, são muito bonitas, com florações exuberantes na primavera e no outono, consoante a variedade. São resistentes e pouco exigentes em cuidados de manutenção.

Doa vários produtores associados da Flora Toscana, tivemos a oportunidade de visitar quatro: Simoncini, Lotti, Fausto Spinetti e Floramiata.

Prótea “Little Prince”

Viveiros Simoncini

Visitámos este produtor, associado da Flora Toscana desde 2004, que nas suas estufas com cerca de 7500 m2, produz anualmente mais de 60.000 plantas. Produz próteas várias como a “Little Prince” “ White Crown” e outras plantas da família das proteáceas como as Banksia; Leucospermum; Telopea e Serruria de variedades diferentes.

O pai do atual proprietário começou a produzir flores de corte no final dos anos 50, principalmente gipsofila, cravos e cravinas. No início dos anos 2000, houve uma crise no mercado das flores de corte, o que o levou a mudar a produção, passando desde então a produzir Proteáceas em exclusivo para a Flora Toscana.

Simoncini

Viveiros Lotti

Viajámos até La Califórnia perto da costa na zona de Livorno para visitarmos este viveiro, que está neste momento a produzir em exclusivo para a Flora Toscana.

Em todos os produtores que visitámos, fomos recebidos pelos proprietários, que, de forma simpática e generosa, nos mostraram as estufas de produção destas maravilhosas plantas que produzem para a Flora Toscana.

O produtor Lotti com Teresa Chambel

Nestes viveiros, uma empresa familiar que emprega apenas duas pessoas (marido e mulher), são produzidas mais de 60.000 Proteáceas em cerca de 6500 m2 de estufas. Aqui a produção é principalmente de próteas, Telopea e Leucospermum, plantas que cada vez têm mais procura na Europa.

Normalmente, as plantas são todas vendidas em vaso de tamanho 17. Demora cerca de um ano e meio a formar uma planta para venda, a partir de estacas fornecidas pela Flora Toscana.

Lotti

 

Viveiros Fausto Spinetti

Este viveiro localiza-se em Pescia, perto da sede da Flora Toscana, e, tal como no caso dos anteriores, também é uma empresa familiar. Produz cerca de 60 mil plantas por ano e tem cerca de 6500 m2 de estufas. Aqui são produzidas principalmente Chamelaucium (as famosas flores-de-cera, de muitas variedades como: Chamelaucium My Sweet 16®, Chamelaucium “Moolight Delight”®, Chamelaucium “Snow Flakes”, Chamelaucium Sarah Delight®. Aqui gravámos um vídeo, onde poderão ver como é simples cultivar uma flor-de-cera em vaso ou no jardim. Além destas plantas, são aqui produzidas vários tipos de próteas.

Teresa Chambel e Fausto Spinetti

Floramiata

Este foi o último viveiro que visitámos. Como se situa perto de Siena, no centro da Toscânia, para lá chegar fizemos um percurso através da belíssima paisagem toscana.

Este viveiro também associado da Flora Toscana, não produz, ao contrário dos anteriores, proteáceas nem flores-de-cera, mas sim plantas de interior e flores de época. A propriedade onde se insere tem uma área de 127 hectares, sendo 27 ha de estufas para produção e plantas.

A Floramiata produz cerca de três milhões de plantas por ano de 60 espécies diferentes. Está localizada numa antiga mina que foi desativada nos anos 80 e reconvertida em viveiros. Como nesta zona existem águas termais quentes, todo o aquecimento das estufas é feito por geotermia. Esta é uma energia limpa que não polui o ambiente e que representa uma enorme poupança energética. Também reduz muito os custos de funcionamento deste viveiro.

Um dos grandes objetivos desta empresa é a sustentabilidade ambiental, pretendendo chegar a um valor de emissão zero de dióxido de carbono, visando tornar-se a primeira empresa italiana com a denominação Carbon Free.

Flora Amiata

A gestão da produção de plantas

Num viveiro que produz três milhões de plantas de 60 variedades diferentes, toda a gestão do escalonamento das culturas é feita informaticamente, através de um programa que define exatamente quando começa cada cultura, qual a duração do ciclo de desenvolvimento e quando termina. À exceção das plantas de época, como, por exemplo, as begónias e as alegrias-do-lar, que só são produzidas sazonalmente, todas as outras estão divididas ao longo dos 12 meses. São produzidas mensalmente 250 mil plantas diferentes. São muitas as plantas de interior produzidas, caso da Scindapsus (planta-jiboia); do Spatiphyllum (lírio-da-paz); Zamioculca; Ficus benjamina; Philodendron; Croton; Nephrolepsis (fetos); Pachira aquatica (planta-do-dinheiro); sanseviéria (espada-de-são-jorge); Anthurium (antúrios); bem como begónias, hortênsias de cinco cores diferentes e estrelas-de-natal entre outras.

A investigação

No laboratório são estudadas as plantas que são produzidas, monitorizando-se continuamente o estado fitossanitário das plantas, os substratos, as fertilizações, tratamentos e a rega, etc.

Aqui também se faz a propagação por meristema dos Spatiphylium da variedade Martina. É uma variedade exclusiva da Floramiata, para os quais detêm royalties – mais ninguém pode produzir esta planta sem autorização.

Teresa Chambel com o diretor da Floriamata, Enrico Barcella

A beleza da Toscânia

A paisagem toscana é surpreendente pela sua beleza e pela sua simplicidade, encostas enfeitadas com plantações de ciprestes, oliveiras e pinheiros que não deixam ninguém indiferente. Caminhos ladeados por alinhamentos desses mesmos ciprestes que conduzem a casas duma elegância simples e única, localizadas em encostas com amplitude de paisagem a perder de vista. Casas bem preservadas, tendo a pedra como principal material.

Esta é uma província que inclui cidades tão emblemáticas como Florença, Siena, Pisa, Lucca, que tivemos a oportunidade de visitar. Estas cidades, no seu conjunto fazem-nos perceber como é a verdadeira Toscânia. Rica em História, em arte, em monumentos, mas também em indústria, em turismo e em produção de plantas. Das montanhas ao mar, a diversidade de paisagens é única e encantadora, levando-nos a querer de voltar.

Ciprestes do Val d’ Orcia, Toscânia

 

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar