Aromáticas e Medicinais

Aromáticas: as topo de gama

Para encher o jardim de fragrância, nada melhor que as plantas aromáticas. Entre as numerosas plantas consideradas aromáticas, selecionámos cinco: menta, lavanda, alecrim, salva e tomilho. São, sem dúvida, as topo de gama. Fique a saber como plantar e cuidar destas plantas para manter o jardim repleto de odores inconfundíveis.

Lavanda

Lavanda

O género Lavandula é composto por 28 espécies de porte arbustivo e fresca fragrância. Diferenciam-se pela forma das folhas e o aspecto das flores que surgem entre Maio e Setembro, em forma de espiga. Podem ser brancas ou rosa mas sobretudo azuladas.

1. COLOQUE A PLANTA AO SOL e assegure boa drenagem.

2. NÃO REGUE DEMAISIADO no verão e corte regularmente para controlar o crescimento. Regas regulares e escassas.

3. PODE ligeiramente na primavera para manter o aspecto compacto. Elimine as flores murchas para estimular nova brotada.

4. CORTE METADE do desenvolvimento da planta na primavera para rejuvenescer a planta se apresentar aspecto ressequido, com ramos desnudados e retorcidos.

5. MULTIPLIQUE POR ESTACAS semilenhosas obtidas no verão ou por sementes no outono.

6. PROTEJA AS ESPÉCIES DELICADAS. A maioria resiste bem ao vento mas existem espécies friorentas como a Lavandula dentata, que agradece protecções em caso de geadas.

7. EM CASO DE DOENÇA VIRAL, elimine os exemplares afectados e não plante mais no mesmo local. Limpe as ferramentas para evitar contágio a outras plantas.

8. RECOLHA AS ESPIGAS no início do verão e coloque a secar à sombra.

9. Pode usar as flores para perfumar a roupa, porque conservam o aroma por largo período de tempo.

10. COLOQUE LAVANDAS junto de outras espécies porque atraem borboletas, abelhas e outros insectos que favorecem a auto-sementeira e ajudam na fertilização.

No jardim…

Embora cresçam bem em qualquer terreno situado ao Sol, as diferentes espécies da lavanda (Lavandula angustifolia) preferem os solos secos, calcários e bem drenados. Terrenos muito compactos pode provocar a murchidão da planta.

…e em vaso

A Lavandula stoechas fica repleta de flores aromáticas a partir do final da primavera. No resto do ano, as folhas são as únicas responsáveis pelo perfume inconfundível.

Duas tarefas

Estacas no verão: As estacas da lavanda agarram facilmente. No verão, plante directamente no substrato e coloque a planta em água até outubro para trasladar para vaso após enraizada.

Cortes periódicos: Mantenha a forma das sebes baixas de lavanda com cortes periódicos. A melhor altura para efectuar os cortes é a primavera e o verão.

O alecrim, todo o ano em flor

O alecrim (Rosmarinus officinalis “Prostatus”) cobre o solo do jardim e as raízes são muito eficazes contra a erosão. Este arbusto mediterrânico tem folhas verdes ou grisalhas com flores azuis.

1. CRESCE MELHOR COM SOL PLENO e em terrenos ligeiros, calcários e bem drenados.

2. NÃO REGUE DEMASIADO no verão. É tolerante à seca mas a humidade pode apodrecer a planta.

3. PROTEJA DO VENTO FORTE e coloque a planta junto a um muro orientado a Sul ou a Oeste, se a sua região for de clima frio. Se existe risco de geadas, proteja as raízes com “mulch”.

4. NA PRIMAVERA CORTE a madeira deteriorada pelo frio. No verão, reduza as matas muito crescidas e corte depois da floração.

5. PARA MANTER A FORMA, corte as sebes no final do inverno e do verão.

6. PODE MULTIPLICAR por sementes, embora seja mais rápido por estacas semilenhosas instaladas no solo em finais do inverno.

7. PODE CULTIVAR EM VASO com substrato de terra e turfa em partes iguais.

8. SEQUE AS FOLHAS EM JUNHO, colocando-as à sombra em capas finas, para utilizar como condimento culinário. Pode usar também as folhas frescas durante todo o ano.

9. O óleo de alecrim é estimulante, cicatrizante e tonificante muscular. Também ajuda a combater dores articulares.

10. PARA MASSAJAR zonas com doridas ou cansadas, misture 100cl de óleo de amêndoas doces com 20 gotas de óleo de alecrim.

No jardim…

Rosmarinus officinalis, o alecrim comum, cresce espontâneamente em todas as regiões da costa mediterrânica. Enraíza em qualquer terreno, inclusive nos mais pedregosos e secos.

…e em vaso

Outra boa opção para cultivar em vaso é Rosmarinus officinalis “Postratus”, de porte rasteiro.

Duas tarefas

Propação por renovo: Para a reprodução por renovo seleccione um rebento jovem e saudável, corte as folhas com 50m cm de ramo e enterre-o dobrado. Pressione a terra e regue bem.
Perfume para a roupa: Pode usar raminhos de alecrim para perfumar a roupa. Deixe secar os raminhos às sombra e introduza-os num saco para não manchar os tecidos.

Alecrim

Salva, pouco exigente

Do latim salvare, o nome alude às propriedades medicinais desta planta. É pouco exigente e muito generosa. Cultiva-se pelo valor ornamental e aromático das folhas ovais e das flores tubolares. Existem anuais, bienais e perenes e ficam bem com outras aromáticas, em maciços de vivazes ou junto de rosas.

1. PLANTE EM ESTUFA AS MODERADAMENTE resistentes no início da primavera e as resistentes ao ar livre em meados da mesma estação.

2. A SALVA GOSTA de Sol, solos férteis e drenados, embora se adapte a qualquer local.

3. NO VERÃO AS PERENES JOVENS necessitam regas frequentes em regiões secas e quentes.

4. REDUZA AS MATAS que cresceram demasiado no verão. Os cortes correctivos ajudam a manter o bom aspecto.

5. COLOQUE TUTORES EM ZONAS VENTOSAS e proteja as anuais menos resistentes em zonas frias.

6. NO TERCEIRO ANO SUBSTITUA OS EXEMPLARES. Não é conveniente multiplicar por estacas.

7. MULTIPLIQUE por divisão na primavera ou por sementeira no verão.

8. JOGUE COM AS CORES. Misture diferentes espécies e aproveite o valor decorativo da ampla gama de tons verdes ou prateados das folhas para criar atractivas composições.

9. A SALVA atrasa o fogo, controla a erosão com as fortes e extensas raízes e alimenta as abelhas.

10. RECOLHA AS FOLHAS EM JUNHO para secar. A salva é digestiva e pode ser usada em infusão, juntando 20-30 g por litro de água.

No jardim…

As vistosas espigas terminais em rosa da Salvia microphylla ficam espectaculares nos maciços. Os ramos podem alcançar até um metro de altura.

…e em vaso

A Salvia splendens cresce bem em vaso mas necessita cortes periódicos para controlar o crescimento.

Duas tarefas:

Sementeira no verão: Prepare as sementeiras no início do verão para obter flores no próximo ano. Os exemplares obtidos por sementes são muito vigorosos e as folhas são estreitas, largas e aromáticas.

Plantação no outono: Instale no terreno as estacas de madeira tenra recolhidas no verão. Enraízam sem problemas, embora deva proteger se existir risco de geadas.

Menta

Menta, sabor agradável

Com intenso e penetrante aroma, destaca-se pelo agradável sabor das decorativas folhas ovais, que se usam em infusões e como condimento culinário. Podem crescer de forma espontânea, estendendo-se rapidamente pelo jardim.

1. COLOQUE EM LOCAL fresco e sombrio.

2. REGUE PROFUSAMENTE no verão mas verifique a drenagem. Não deixe secar o solo.

3. CONTROLE O CRESCIMENTO com cortes periódicos para não ultrapassar o espaço delimitado. Pode actuar como invasora.

4. RENOVE A PLANTAÇÃO em cada dois/três anos porque os exemplares tendem a envelhecer.

5. MULTIPLIQUE POR DIVISÃO na Primavera e no Outono. Também pode fazer estacas.

6. RECOLHA AS FOLHAS EM JUNHO para secar. Pode usar as folhas frescas em qualquer altura mas é melhor antes da floração.

7. AS FOLHAS MAIS TENRAS têm aroma mais doce e as mais maduras mais intenso. Escolha as folhas em função do uso pretendido.

8. EXISTEM MENTAS mais fragrantes (Mentha piperita, M. citrata) mais adequadas para infusões e outras mais suaves (M. gentilis, M. suaveolens), mais úteis na cozinha.

9. Misture M. gentilis “Variegata” ou M. suaveolens “Variegata” para conseguir efeitos decorativos.

10. Combine as espécies de folhas coloridas com vivazes e anuais. Menos frondosas que as verdes, integram-se bem nos maciços.

 

No jardim…

A Mentha piperita é a mais popular de todas as mentas, graças às numerosas aplicações do seu intenso aroma quer na cozinha quer na indústria de licores, pastelaria e medicina.

…e em vaso

De sabor semelhante à Mentha piperita mas um pouco mais suave, a Mentha spicata é uma boa opção para o cultivo em vaso. Tente manter o substrato sempre fresco.

Duas tarefas:

Plante em saco: Um saco com substrato e orifícios na base para facilitar a drenagem é um bom local para instalar as plantações de menta que assim contam com humidade suficiente. Regue bem e coloque os sacos à sombra.

Seque com a boca para baixo: A melhor forma de conservar menta é secar as folhas. Recolha ramos com 20 cm de comprimento, ate e deixe secar com a boca virada para baixo e à sombra.

Tomilho

Tomilho, tapete aromático

Existem tomilhos (Thymus) que se transformam em autênticos arbustos e outros que são tão baixos que chegam a ser rasteiros, mas todos têm em comum o esquisito aroma das folhas em forma de lança com 1 cm de largura e cor verde. Crescem espontaneamente em zonas inclinadas, áridas e com Sol.

1. MUITO RÚSTICO, o tomilho cresce em qualquer terreno, embora prefira solos secos e ligeiramente calcários.

2. TOLERA AS GEADAS E A SECA e prefere exposição a Sol pleno.

3. NÃO ABUSE DA REGA, a não ser que pretenda favorecer nova brotada. Nesse caso, incremente as regas e junte adubo.

4. NO VERÃO REDUZA AS MATAS das espécies mais altas e lenhosas para as manter compactas. Corte os ramos não desejados das espécies baixas ou rasteiras.

5. A CADA 3 ANOS SUBSTITUA os exemplares com aspecto envelhecido.

6. MULTIPLIQUE POR ESTACAS semimaduras no verão ou por divisão na primavera.

7. AS DANINHAS podem invadir as matas. Retire as infestantes pela raiz.

8. PROTEJA DAS GEADAS OS EXEMPLARES mais jovens, instalando coberturas ao pé de cada mata ou telas de plástico transparente.

9. RECOLHA E SEQUE AS FOLHAS antes da floração ou utilize-as frescas para condimentar sopas, verduras e carne.

10. Coloque tomilho junto de outras aromáticas, de rosas ou em maciços de vivazes para aproveitar o aroma.

No jardim…

Excelente rasteira, o Thymus serpyllum enraiza sem dificuldade em qualquer parte, inclusive em terrenos pedregosos e secos. As suas diminutas mas intensamente perfumadas folhas e as abundantes flores estivais ficam espectaculares no jardim de rochas.

…e em vaso

O tomilho comum (Thymus vulgaris) é muito rústico e adapta-se sem problemas ao cultivo em vaso. Plante em substrato ligeiro, vigie a drenagem e não regue demasiado.

Hormonas nas estacas: Recolha estacas de madeira tenra no Verão e coloque a enraizar directamente no terreno. Ajude o enraizamento com hormonas que deve aplicar na extremidade dos ramos.
Boa drenagem: O recipiente de terracota na imagem (composição mediterrânica) enchese de vegetação em pouco tempo. Verifique a drenagem.

Fotos: Pixabay

Gostou deste artigo? Subscreva o nosso canal no Youtube e siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest.

Poderá Também Gostar