Jardins Plantas Ornamentais

As 5 plantas essenciais para um outono florido

O outono pode ser uma estação tão florida como a primavera, basta escolher as plantas certas. Há sempre novidades nesta altura e deixo-vos aqui algumas plantas diferentes e algumas que já são tradicionais nesta época do ano.

Escolha as que mais gostar e que se adaptem melhor às condições do seu espaço.

ESTRELA-DO-EGITO (PENTAS LANCEOLATA)

Não conhecia esta planta, mas fiquei rendida, é uma herbácea perene, com 40-60 cm de altura, uma floração que se prolonga até ao final do outono em tons de encarnado, cor-de-rosa e roxo ou branco e que pode ser facilmente cultivada em vasos e floreiras. Atrai muitas borboletas.

Condições de cultivo

Prefere zonas de sol pleno, necessita de solos férteis, bem drenados e ricos em matéria orgânica. Deve ser fertilizada aquando da plantação, e na primavera e verão, pelo menos.

Necessita regas regulares, sendo tolerante ao frio. Multiplica-se facilmente por estaca ou semente.

FLOR-CAMARÃO (BELOPERONE GUTTATA)

Esta é uma planta que me lembro que a minha avó tinha no jardim e dentro de casa. Adorava as suas brácteas (modificações da folha que protegem a flor) em forma de camarão.

É uma herbácea perene nativa do México, muito resistente e fácil de cultivar. As suas brácteas muito ornamentais podem ser encarnadas, cor de laranja ou amarelas, as flores são pequenas, brancas e aparecem na extremidade do ramo floral.

Pode ser usada em vaso, no jardim em bordaduras ou maciços.

Condições de cultivo

Prefere condições de sol pleno ou meia-sombra. Não é muito exigente em termos de substrato, mas deve ser fertilizada aquando da plantação e, pelo menos, mais duas vezes por ano.

Requer regas regulares quando está calor. Multiplica-se facilmente por estaca. Deve ser podada a seguir à floração, no inverno, para garantir novas florações no ano seguinte.

CICLÂMEN (CYCLAMEN PERSICUM)

Esta planta herbácea perene é uma das minhas plantas favoritas para o outono e inverno. Com 20 a 30 cm de altura tem florações exuberantes de muitas cores como: branco, cor-de-rosa, encarnado, salmão, roxo, etc.

Cultiva-se facilmente em vaso ou floreira no interior e no exterior e também em bordaduras, canteiros e cestos suspensos.

Condições de cultivo

Prefere locais com meia-sombra ou sombra, mas precisa de cinco a seis horas de luz. Requer solos ricos em matéria orgânica e bem drenados. Não aguenta secura, necessita de regas regulares, nunca deixando o substrato secar totalmente.

Devem ser fertilizados pelo menos duas vezes por ano com húmus de minhoca ou fertilizante orgânico. Devem remover-se as hastes florais (puxando e não cortando) para estimular novas florações. Multiplica-se facilmente por semente ou por divisão de plantas.

SAPATINHO-DE-VÉNUS (CALCEOLARIA X HERBEROHYBRIDA)

Planta perene nativa do Chile, mas que em Portugal é normalmente utilizada como planta anual para bordaduras, maciços baixos, canteiros e floreiras.

Tem uma floração muito original, que se prolonga do outono atá à primavera, com cores vivas como o amarelo, encarnado, cor de laranja, podendo ser matizada destas três cores. Tem uma altura de 20-30 cm.

Condições de cultivo

Prefere locais com meia-sombra, não suporta o sol direto. Deve regar-se regularmente, evitando molhar as flores e as folhas, pois apodrecem muito facilmente.

Necessita de um substrato rico em matéria orgânica. Deve ser fertilizada aquando da plantação e mensalmente durante o período de floração. Não aguenta muito frio e morre com a geada.

CABEÇA-DE-TARTARUGA (CHELONE GLABRA)

Mais uma herbácea perene original, nativa da América do Norte, com cerca de 60- 90 cm de altura. A flor parece uma cabeça de tartaruga daí o seu nome vulgar e o seu nome científico (chelona é tartaruga em grego, chelone significa parecida com uma tartaruga).

A floração, que surge em cores como branco, cor-de-rosa ou roxo, começa no verão e prolonga-se até ao final do outono. Pode ser cultivada em maciços e bordaduras de lagos e caminhos.

Condições de cultivo

Dá-se preferencialmente em zonas de meia-sombra, solos férteis e sempre húmidos, mas não resiste à secura, pelo que necessita de regas regulares. Deve ser fertilizada aquando da plantação e na primavera, verão e outono.

Gostou deste artigo?
Então subscreva o canal da Jardins no Youtube, e siga-nos no Facebook, Instagram e Pinterest.

Poderá Também Gostar