Hortícolas e Frutícolas

Conheça as uvaias

Uvaias verdes

A uvaia (Eugenia pyriformis) é uma frutífera da família das mirtáceas originárias do Sul do Brasil que produz uma fruta aromática e saborosa, embora ácida. Do género Eugenia encontramos de forma muito mais comum em Portugal a pitanga (Eugenia uniflora) e o mirtilo-da-nova-zelândia (Eugenia myrtifolia). O nome uvaia vem da língua nativa tupi e significa fruta ácida. É uma planta que já se vai encontrando por cá, nalguns hortos e viveiros ou cultivada por entusiastas.

Cultivo e colheita

Existem diversas formas de frutos, amarelos quando maduros: redondos, achatados ou com forma de pera. A uvaia é uma planta muito adaptável que pode ser cultivada em diversos locais, resistindo a temperaturas até -4 ºC. A frutificação normalmente começa entre dois e seis anos. Adapta-se a diferentes tipos de solos, argilosos ou arenosos, desde que sejam férteis e tenham humidade.

Em Portugal, a uvaia pode ser cultivada em estufas nas zonas mais frias do País, ao ar livre em zonas de clima mais suave como as ilhas ou o Algarve e em localizações abrigadas no resto do território. Devem ser protegidas das geadas, sobretudo quando são jovens. As sementes são recalcitrantes, perdem o poder de nascer nalgumas semanas, pelo que devem ser semeadas o mais rapidamente possível.

Os frutos devem ser colhidos da árvore, pois como são frutos frágeis, ficarão danificados se caírem no chão. A uvaia poderá ser plantada num quintal a pleno sol, numa localização abrigada dos ventos e voltada a Sul. Os frutos são de desenvolvimento relativamente rápido após a polinização e há que ter em atenção as aves.

Folhagem e fruto

Manutenção

A uvaia não requer grande manutenção. Há que ter cuidado com a proliferação de infestantes que podem abafar a planta, regar durante as épocas mais secas e adubar com um composto orgânico que incorpore estrumes bem curtidos. Podem fazer-se podas de formação e depois podas ligeiras de manutenção para manter a planta com a forma desejada. A sua beleza faz com que seja usada igualmente como planta ornamental.

Pragas e doenças

É uma planta bastante resistente a doenças e pragas, tal como a pitangueira. Contudo, não é incomum a presença de cochonilhas nas folhas e os frutos estão sujeitos à ação da mosca-da-fruta. Tal como com outras plantas, o mais importante é a prevenção e estar atento a qualquer situação assim que ela apareça. Só assim se podem controlar as pragas e doenças e evitar o uso de produtos industriais para as combater.

Propriedades e usos

A uvaia não é um fruto que possa conservar-se muito tempo daí que não seja fácil encontrá-la à venda, mesmo na sua área de origem. A sua casca fina e sensível faz com que oxide rapidamente. São habitualmente consumidas sob a forma de sumos, geleias ou doces, já que o seu sabor é bastante ácido.

O seu sumo pode ser fermentado para a obtenção de “vinho” de uvaia e de vinagres. A uvaia é baixa em calorias e muito rica em nutrientes, nomeadamente vitaminas A e C. Tem quatro vezes mais vitamina C do que a laranja. O seu consumo traz benefícios para a pele, para a visão, ajuda a emagrecer e protege as células.

Flor e fruto

Ficha técnica (Eugenia pyriformis): 

  • Origem: Brasil;
  • Altura: Entre 5-15 metros, há formas arbustivas;
  • Propagação: Habitualmente por semente;
  • Plantio: Primavera;
  • Solo: Areno-argilosos, férteis e bem drenados, ligeiramente ácidos.+;
  • Clima: Tropicais e subtropicais;
  • Exposição: Sol pleno;
  • Colheita: Outono e inverno;
  • Manutenção: Adubação, podas, regas e controlo de infestantes;

Curiosidades

Existem diversas formas de frutos, amarelos quando maduros: redondos, achatados ou com forma de pera. A uvaia é uma planta muito adaptável que pode ser cultivada em diversos locais, resistindo a temperaturas até -4 ºC. A frutificação normalmente começa entre dois e seis anos. Adapta-se a diferentes tipos de solos, argilosos ou arenosos, desde que sejam férteis e tenham humidade.
São habitualmente consumidas sob a forma de sumos, geleias ou doces, já que o seu sabor é bastante ácido. O seu sumo pode ser fermentado para a obtenção de “vinho” de uvaia e de vinagres e sumos.

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar