Hortícolas e Frutícolas

A cultura da figueira

Nomes Comuns: Figueira, figueira comum, Ficus, gameleira.

Nome científico: Ficus carica L.

Origem: Ásia

Família: Moraceae

Factos Históricos: Foram encontrados em escavações do Neolítico (5000 antes de Cristo), restos de figos. Foram encontrados desenhos da colheita do figo em túmulos egípcios em 1900 A.C.

Descrição: Árvore com 4-14 metros de altura, o tronco que pode medir 17-20 cm de diâmetro e contem látex. O sistema radicular pode expandir-se por mais de 15 m no solo e folhas caducas de forma palmeada.

Polinização/fecundação: A maioria das variedades são partenocárpicas, sendo auto-férteis com flores femininas e masculinas. As flores estão encerradas nos “sincônios. Não tem contacto com o ambiente externo, não havendo troca espontânea de pólen.

Ciclo Biológico: A figueira pode viver muitos anos, começa a produzir aos 5-6 anos, mas o máximo de produção é atingido aos 12-15 anos e aos 40 perde a sua vitalidade.

Variedades mais cultivadas: Existem centenas de variedades, mas as mais conhecidas são: “Pingo de Mel” (Moscatel branco), “Torres Novas”,”Colar”, ”Napolitana Negra”, ”Florancha”, “Turco castanho”(tinto), “Lampa Preta”, “Maia”, “Dauphine”, Colar de Albatera”, “Toro Sentado”, “Tio António”, “Goina”, “Branca de Maella”, “Burjasot” (tinto), “Verdal” e “Pele de Toro” (negra), “Bebera” (Tinto), “Branco Regional”, ”Branco do Douro” e “Rei” (Tinto).

Parte Comestível: O “fruto”, não é realmente um fruto verdadeiro, mas um “Sinconio”, cavidade com um grande número de flores aromáticas e de sabor doce.

Condições ambientais

Tipo de Clima: Tropical e Subtropical

Solo: Adapta-se a todo o tipo de solo. Mas prefere terras ricas e permeáveis. O pH deve situar-se entre os 6,6-8,5.

Temperaturas: Óptimas: 18-19ºC Min: -8ºC Max : 40ºC. Paragem do Desenvolvimento: -12ºC Morte da planta: -15ºC.

Exposição Solar: Pleno sol.

Quantidade de água: 600-700 mm/ano.

Altitude: Entre 800-1800 m.

Fertilização

Adubação: Estrume de porco e peru e aplicação de vermicomposto e farinha de peixe.

Adubo Verde: Fava.

Exigências nutritivas: 1-2-2 (N-P-K), mais cálcio.

Colheita e utilização

Quando colher: Os figos, florescem de forma contínua, podendo ser colhidos no fim do verão, princípio de outono (agosto/setembro – figos vindimos), mas existem“ frutos” que não se chegam a desenvolver durante o inverno, completando a sua maturação na primavera seguinte (maio/julho –figos lampos). As variedades que só tem uma colheita, tem a sua maturação em julho/agosto.

Produção: 180-360 frutos/ano ou 50-150 Kg/ano.

Condições de armazenamento: A 10ºC e humidade relativa de 85% os figos conservam-se cerca de 21 dias.

Usos: Em fresco ou seco, é utilizado na confecção de muitos doces.

Entomologia e patologia vegetal

Pragas: Nemátodos, mosca da fruta, cochonilha da figueira, caruncho da figueira.

Doenças: Podridão radicular, alternaria, Botrytis e vírus do mosaico da figueira.

Acidentes/carências: Sensível ao vento e chuvas frequentes.

Técnicas de cultivo

Preparação do solo: Lavrar o solo superficialmente (máximo de 15 cm de profundidade) com uma ferramenta do tipo “actisol” ou uma fresa.

Multiplicação: Por estacas de 2-3 anos, com 1,25-2 cm de diâmetro e 20-30 cm de comprimento, retiradas quando a árvore não tiver folhas.

Data de plantação: De novembro a março.

Compasso: 5 x 5 m (o mais utilizado) ou 6 x 6 m.

Amanhos: Podas devem ser feitas no outono/inverno; defolhamento no momento da maturação; sachas com respetiva monda de ervas daninhas.

Regas: Por gota-a-gota, apenas depois de longos períodos de seca.

Fotos: GettyImages

Gostou deste artigo? Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest e subscreva o nosso canal no Youtube.

Poderá Também Gostar