Notícias

Muji: as novidades da coleção primavera-verão e os projetos de 2019

A coleção primavera-verão 2019 da MUJI aposta fortemente na produção racional e responsável das suas peças, com artigos de moda em linho orgânico – cada vez mais raro – e nos artigos essenciais do dia-a-dia.

A planície de Xianijang, na China possui as condições perfeitas para a plantação deste linho, devido ao derretimento da neve a uma altitude de 1800 metros e à consequente abundância de água. Com os olhos postos na sustentabilidade e no respeito pela natureza, a marca japonesa juntou-se aos agricultores locais para cultivar linho sem fertilizantes químicos nem pesticidas. As zonas moderadamente húmidas com grandes oscilações de temperatura entre o dia e a noite, onde é cultivado este tecido vegetal são responsáveis pela produção do linho absorvente de secagem rápida. Estas condições proporcionam resistência, conforto e durabilidade aos tecidos da MUJI.

Para além do linho, o algodão orgânico natural é também protagonista nesta nova coleção.

Cultivado em solos livres de produtos químicos há mais de três anos, o algodão proveniente da Índia e colhido à mão é fruto de uma produção que respeita não só a natureza como as comunidades agrícolas.

A colheita manual oferece maior sensação de suavidade uma vez que são causados menos danos às fibras

O algodão orgânico proveniente da Índia é colhido à mão, causando menos danos nas fibras do que a colheita feita com máquinas, o que contribui para uma maior sensação de suavidade e qualidade.

Denim, hoodies e roupa interior

A MUJI utiliza o toque suave e de qualidade do algodão escolhido à mão para a sua ganga elástica, que se alonga para ambas as direções. O algodão de qualidade escolhido à mão para a ganga elástica alonga-se em ambas as direções. As calças possuem um alongamento de 5 a 6 cm na cintura e um sexto bolso para guardar o smartphone impedindo que se danifique quando nos sentamos.

Por sua vez os hoodies (casacos com capuz) são elaborados com um tecido de fio girado com núcleo de poliéster e cobertura de algodão. Também o algodão da roupa interior foi melhorado de forma a ser ainda mais fresca e confortável de usar.

Hoodie

Gacha- o primeiro autocarro sem condutor

Este novo autocarro é resultado da parceria entre a marca japonesa MUJI e a empresa de condução autónoma finlandesa Sensible4. Pode transportar até 16 pessoas, tem uma autonomia de cerca de 100 quilómetros e uma velocidade máxima de 40 quilómetros por hora. Este é o primeiro autocarro do mundo que poderá circular independentemente das condições climáticas (até com chuva intensa, nevoeiro ou neve).

O autocarro autónomo

Ginza

Hoje, dia 4 de abril, é o dia de abertura da Flagship global da marca em Ginza, Tóquio. Conta com um restaurante, o MUJI Diner, de comida saudável; uma loja de alimentos com frutas, chás e legumes de lojas locais; um stand de sumos e uma padaria.

O primeiro hotel-loja MUJI do mundo, o MUJI HOTEL GINZA abraça os conceitos “anti-grandioso e anti-barato” e está também no mesmo edifício. Poderá apreciar peças de design feitas com materiais reciclados ou pedir produtos da loja da marca para o seu quarto. Ainda poderá visitar o Atelier MUJI Ginza, espaço multiusos de design e cultura do qual fazem parte duas galerias, um salão de beleza, uma biblioteca e um a espaço lounge.

A MUJI foi fundada nos anos 80, no Japão. A nossa visão de trazer “produtos de qualidade sem marca”, Mujirushi Ryohin, em japonês, foi criada no Reino Unido pela primeira vez em 1991. Nos 25 anos que se seguiram, a MUJI continuou a crescer para 44 lojas em 29 países da Europa.

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar