Viagens

Orquidário de Estepona

Uma sugestão de um passeio para as próximas férias de verão, aqui bem pertinho, na Andaluzia.

Achegada do verão e das férias deixa-nos a todos com vontade de viajar, ainda mais agora depois das restrições de movimentação e confinamentos a que estivemos sujeitos desde o início da pandemia. Proponho-vos então um bonito passeio a Estepona, uma vila no sul de Espanha, na costa do mar mediterrânico, entre Gibraltar e Málaga.

São algumas horas de carro, que se fazem bem porque é uma zona muito bonita. A vila de Estepona é muito agradável, simpática, rústica, com as suas pequenas ruas floridas e casas pintadas com magníficos murais botânicos muito realistas. Podem fazer praia, podem fazer compras, podem comer as maravilhosas tapas pelas quais os espanhóis são famosos, mas o que vos proponho, além de tudo isso, é uma visita ao Orquidário de Estepona, um espaço singular onde é possível observar centenas de orquídeas, maravilhar-se com as suas bonitas florações e aprender também um pouco sobre elas e o seu cultivo.

O orquidário

Este espaço de 1000 metros quadrados tem uma estrutura imponente que deve ser também admirada do seu exterior. É constituída por três cúpulas de vidro, a maior com 30 metros de altura e um interior disposto em dois níveis com um lago, uma cascata de 15 metros e várias plataformas e recantos plantados e jardins verticais, criando a maravilhosa sensação de estarmos numa floresta tropical.

Nos seus seis anos de existência (completados a 28 de março de 2021), já visitei o Orquidário de Estepona três vezes e fico sempre impressionado pelo edifício, por ter sido construído para albergar uma coleção de orquídeas iniciada do zero, pela evolução extraordinária do espaço e o crescimento e maturação das plantas. Uma evolução que foi o resultado do trabalho e aprendizagem extraordinária do curador da coleção e responsável pelo orquidário, Manuel Lucas, que acompanhou o projeto desde o seu início.

Para manter uma coleção de orquídeas não é só necessário percebê-las e saber cultivá-las. Há que aprender com elas e com a sua adaptação a um local que tem condições artificiais para replicar, num único espaço, várias zonas climáticas de variados locais do mundo.

A coleção de orquídeas

No Orquidário de Estepona podemos observar mais de 1500 variedades de orquídeas, espécies e híbridos, lado a lado, exemplares asiáticos, sul-americanos ou africanos. Isto misturado com exemplares de outras famílias botânicas que também surpreendem pela sua peculiaridade, beleza, raridade e exotismo. É um espaço em constante mudança conforme as estações acontecem. Nunca encontramos as mesmas plantas em flor e por mais vezes que se visite haverá sempre algo raro e novo a florir.

Uma das atrações mais surpreendentes para mim é um jardim vertical composto exclusivamente por micro-orquídeas. São minúsculas espécies botânicas originárias de várias partes do mundo e que estão expostas numa estrutura preparada e com condições especiais para as alojar e onde estas se ambientaram, cresceram e vivem felizes a florescer como o fariam na Natureza. São plantas, e especialmente as flores, para serem admiradas com muita atenção, em muitos casos com uma lupa e algum tempo para uma observação cuidada.

Aliás, recomendo que a visita ao orquidário seja feita sem pressas. Há muitas plantas floridas, mas que passam despercebidas ao visitante menos experiente. Há que olhar para cima, para baixo e espreitar entre a folhagem. Sentimo-nos verdadeiramente como se estivéssemos numa expedição por selvas desconhecidas.

Para quem cultiva orquídeas, é com certeza um local de aprendizagem. Podem sempre tirar-se ideias da maneira como as plantas estão cultivadas, os vasos, cestos e as montagens em troncos, em locais mais iluminados ou mais sombrios, com menor ou maior humidade. O curador, Manuel, já representou variadas vezes o Orquidário de Estepona nos eventos organizados pelo Clube dos Orquidófilos de Portugal e é sempre com grande generosidade e disponibilidade que partilha o seu conhecimento e as suas experiências em palestras e demonstrações de cultivo.

No orquidário, podem procurá-lo e ele terá todo o gosto em responder às vossas questões. Podem também acompanhar o orquidário na sua página, em www.orchidariumestepona.com, e nas redes sociais de Facebook e Instagram; é também uma maneira de ficar a par das novidades todo o ano e acompanhar a sua revista online Orchidarium. Em novembro, acontece também um evento especial com uma Feira de Orquídeas e outras atividades. Senão puderem ir no verão, essa será uma boa altura para uma visita.

Poderá Também Gostar