Tarefas da Semana

Tarefas da semana: 14 a 20 de março

Neste semana em que as temperaturas sobem ainda mais, começa a pensar em germinar algumas das culturas que adoram crescer durante a primavera e o verão. Não esqueça as regas que são necessárias assim que a chuva se vai embora durante alguns dias e também as mondas e as primeiras adubações após o inverno.

Nos dias 14 a 16, semeie plantas de folha

Alface

Origem

A alface, assim como praticamente todas as variedades de plantas cultivadas hoje, teve origem numa espécie selvagem que cresce na maioria das áreas temperadas do planeta, por isso a sua origem geográfica não é clara. É cultivada principalmente na Ásia, representando metade da produção mundial, seguido pela América do Norte e Europa.

Conselhos de cultivo

A alface é fácil de cultivar e pode ser iniciada dentro de casa para depois fazer transplantes precoces ainda no inverno ou então semeada diretamente no jardim agora no início da primavera. No fundo, pode e deve fazer das duas maneiras para obter a máxima produção ao longo dos meses que aí vêm.

Dê às plantas muita luz solar até que estejam prontas para mudar para o jardim. Transplante-as assim que o solo puder ser trabalhado na primavera.

Para semear alface diretamente no terreno, basta semear as sementes a cerca de meio centímetro de profundidade e regar cuidadosamente com pulverizador ou regador.

Evite ervas daninhas e faça os seus esforços de rega durarem mais, aplicando uma camada de cobertura vegetal feita de folhas ou casca finamente moídas.

Colha a alface inteira ou começando pelas folhas mais externas, quando estiverem grandes o suficiente para apanhar.

Propriedades medicinais

A alface tem pequenas quantidades de fibra, potássio, zinco, cálcio, folato, vitamina A e vitamina K. Também tem um alto teor de água que serve de hidratação fundamental numa dieta e estilo de vida equilibrados.

Nos dias 17 e 18 comece a semear as plantas de fruto

Tomate

Origem

Os tomateiros são nativos da América do Sul e algumas espécies ainda são encontradas em estado selvagem nos Andes. Trazidos para o México, os tomateiros foram cultivados desde cerca de 500 AC.

Conselhos de cultivo

Os tomateiros são plantas anuais da estação quente que crescem melhor quando a temperatura do solo é de pelo menos 12 °C e a temperatura do ar varia entre 16-32 °C.

O tomate é commumente cultivado a partir de plântulas iniciadas em estufa, viveiro ou num local abrigado no jardim. Depois transplantam-se para o local definitivo. Cerca de duas semanas após a germinação, as plantas podem ser transferidas para vasos maiores ou para o terreno.

Remova as folhas inferiores no caule até aos dois conjuntos superiores de folhas. Enterre o caule até esse nível e novas raízes crescerão no caule enterrado. O enterro de caules no transplante fará com que as plantas cresçam mais resistentes.

Os tomates exigem rega uniforme e regular. Mantenha o solo húmido, mas não encharcado. O chá de composto aplicado a cada duas semanas fornecerá azoto e outros nutrientes necessários.

Os tomates são suscetíveis a doenças fúngicas, bacterianas e virais. O controlo destes problemas pode ser difícil. A prevenção de doenças é o melhor curso de ação. Para evitar doenças, procure cultivar variedades resistentes e manter o jardim limpo e livre de fontes de contaminação.

Propriedades medicinais

Os tomates são ricos em fibras e uma boa fonte de vitamina A, C, B2, folato e cromo. As vitaminas atuam como antioxidantes para interromper a condição de stress oxidativo. Os minerais desempenham papel importante para garantir que o organismo funciona corretamente.

Nos dias 19 e 20 prepare as plantas de raiz

Batata-doce

Origem

A batata-doce teve origem na América Central e do Sul mas especialistas encontraram vestígios pré-históricos de batata-doce na Polinésia datados entre cerca de 1000 DC a 1100 DC. Levantou-se a possibilidade de que essas amostras vieram da costa ocidental da América do Sul.

Conselhos de cultivo

Começar a germinar batata-doce em água é mais fácil do que parece. Basta arranjar uma pequena batata-doce e colocar a ponta que tiver menos rebentos dentro de água. Deixe num local ensolarado e veja-a ganhar as primeiras raízes, rebentos e folhas. O processo de propagação leva algumas semanas e depois pode transplantar para o quintal ou vaso grande e fundo.

A batata-doce é relativamente fácil de cultivar, sendo que a única coisa que não tolera é a geada. Mas visto esta cultura só começar em março, abril ou maio, a probabilidade de isso acontecer é baixa na maioria das regiões de Portugal.

Batatas doces não precisam de muita água. Se as folhas começarem a murchar, é sinal de que elas precisam de mais água. Rega excessiva pode causar podridão radicular e incentivar pragas indesejadas.

As melhores plantas companheiras para batata-doce são outros vegetais de raiz, como a pastinaca e a beterraba. O tomilho também é uma boa erva aromática para plantar nas proximidades, pois o seu aroma forte mantém as pragas afastadas.

A batata-doce leva entre 90 e 170 dias para crescer e ficar pronta para apanhar, dependendo da variedade. Desenterre as raízes comestíveis com cuidado para não perfurar a pele e depois pode deixar ao sol por algumas horas para as secar parcialmente. No caso das batatas normais, não deixe ao sol nem as guarde à luz porque isso vai induzir a formação da toxina solanina, mas as batatas-doces não têm esse problema.

Propriedades medicinais

Alguns benefícios nutricionais da batata-doce são mais fáceis de obter se cozer a vapor ou ferver pouco. Estudos mostram excelente preservação de antocianinas de batata-doce e melhores efeitos do açúcar no sangue com a fervura.

As batatas doces assadas são deliciosas mesmo quando servidas frias e, portanto, são até uma ótima comida muito versátil para tantas ocasiões.

Gostou deste artigo?
Então leia a nossa Revista, subscreva o canal da Jardins no Youtube, e siga-nos no Facebook, Instagram e Pinterest.


Poderá Também Gostar