Jardim

Tendências de jardinagem 2021-2022

O futuro é verde e mais sustentável, as casas têm maior número de plantas e flores, e todos os dias cresce a quantidade de pessoas que produzem alguns frutos, hortícolas ou aromáticas.

Uma das grandes alterações de comportamentos que a pandemia nos trouxe foi a relação das pessoas com as plantas, com a Natureza e com os jardins. Muitas pessoas levaram plantas para dentro de casa, algumas delas pela primeira vez. Houve uma preocupação crescente com os espaços exteriores, sejam eles varandas, terraços, pátios, jardins, quintais ou coberturas. Muitas pessoas resolveram sair das cidades e procurar casas com jardim, horta e/ou campo em terras mais pequenas.

Da leitura dos relatórios do Garden Media Group, de que já falei aqui noutros momentos, que há mais de 20 anos estuda tendências no sector da jardinagem nos EUA, selecionei algumas das que considerei mais relevantes, mas há muitas outras que poderão ver no link que deixo no final para o respetivo site. É interessante perceber como de repente o verde passou a fazer todo o sentido, mesmo para quem vivia longe de acreditar nisso. Aqui fica a minha seleção de tendências.

VIVER FORA DAS CIDADES EM CASAS COM JARDIM OU TERRENO

Ao longo destes quase dois anos de pandemia, há cada vez mais pessoas a fugirem dos grandes centros e a mudarem-se para cidades ou vilas mais pequenas. Nestes locais podem ter uma melhor qualidade de vida, as casas têm mais espaço exterior, algo a que se passou a dar mais valor depois de longos meses passados dentro de quatro paredes.

Grande parte das pessoas percebeu que pode trabalhar de forma remota, isso mudou o mindset. Podermos estar em qualquer lugar, termos espaço dentro e fora de casa e estarmos próximos da Natureza passou a ser de facto muito mais importante do que estarmos próximos do emprego físico, que em muitos casos deixou de existir.

JARDINS, PLANTAS E DECORAÇÃO

Passou-se a dar muito mais valor aos jardins perto de casa e a frequentá-los de forma habitual.

As lojas e os restaurantes investiram nos seus espaços exteriores, as esplanadas passaram a ser obrigatórias e mesmo no interior a utilização de plantas na decoração e a criação de selvas urbanas passou a ser só por si um motivo de atração. As plantas de interior tiveram uma procura imensa, houve ruturas de stock em todo o mundo. As plantas passaram a estar presentes nas casas e nos locais de trabalho.

As tendências de decoração acompanharam esta invasão vegetal: os tecidos, papéis de parede e objetos vários querem-se tropicais, orgânicos e cheios de verde.

JARDINS COMUNITÁRIOS E PARTILHADOS

Os jardins comunitários são uma tendência que aumentou muito na pandemia, tendo demonstrado ser ferramentas essenciais para construir comunidades resilientes e conectadas entre si. Os vizinhos ajudam-se mutuamente e estabelecem relações, colaboram na elaboração e manutenção do jardim/horta. Transformam espaços mortos em zonas verdes e de encontro entre vizinhos. As trocas de plantas e sementes passaram a acontecer, criam-se novas dinâmicas e atividades de moradores que enriquecem a vida dos bairros e das cidades.

BACKYARD AFICIONADO

Neste momento, mais de metade dos americanos adultos passa mais de duas horas por dia no exterior, o que não acontecia antes da pandemia. Imagina-se que em Portugal esta tendência não seja muito diferente. O número de pessoas nos jardins a passear, a praticar desporto, a fazer piqueniques e a confraternizar é hoje em dia muito maior do que antes da covid.

Nos EUA, há desde o início da pandemia, mais 16 milhões de jardineiros e grande parte deles abaixo dos 35 anos. A faixa dos 35-44 é a que gasta mais dinheiro mensalmente em plantas e artigos de jardinagem. São cada vez mais pessoas a transformar os seus jardins, pátios, quintais, varanda, terraços e coberturas em jardins ou hortas. O interesse por cultivar alimentos é muito grande, os quintais passaram a ser jardins, hortas, espaços de estar de recreio e de lazer. Nos hortos em Portugal, as vendas aumentaram e continuam mesmo depois do verão, o que é um excelente sinal.

VICTORY GARDEN

Este termo apareceu em 2020 para definir os jardins/hortas onde se produzem alimentos: 67% dos adultos no EUA cultivam alguma coisa comestível, quer sejam plantas aromáticas, hortícolas ou frutos. Manter o jardim/horta é agora o grande desafio. Em Portugal, o crescimento das hortas urbanas é enorme, em Lisboa, no último ano, as listas de espera duplicaram e os números de hortas disponibilizadas também, o que demostra o grande interesse pelo tema.

PLANTAS SUSPENSAS

Esta é uma tendência que já existia, apenas se intensificou uma vez que, com a compra compulsiva de plantas durante a pandemia, a maior parte das pessoas se viu confrontada com falta de espaço. Recorrer a vasos colocados em suspensão, em estruturas de corda, aço, macramé, por exemplo, é uma excelente forma de duplicar, triplicar, etc. o espaço e também de conseguir ter plantas pendentes, que transformam qualquer espaço.

A COR DO ANO

Como não poderia deixar de ser a cor do ano é o verde-clover – trevo. Um verde aberto, fresco, silvestre, a lembrar campos e pastagens. O verde natural e sustentável. Como o trevo, se for de quatro folhas, é um símbolo da sorte, que 2022 seja um ano de sorte para todos pois bem precisamos de fechar este ciclo de pandemia!

RARE-PLANT NERDS

Começa a haver cada vez mais pessoas a iniciarem as suas coleções de plantas (já havia muitos colecionadores de orquídeas, de camélias e de roseiras e até de próteas), mas agora começa a haver muitos colecionadores de catos e suculentas, de plantas de interior de vários géneros, espécies e variedades.

O mercado tem-se vindo a adaptar e a lançar cada vez mais novidades para acompanhar esta tendência. Há pessoas a darem centenas e milhares de euros por determinadas plantas, que se esgotam no minuto em que são postas à venda, há pessoas que esperam meses por uma planta e que a mandam vir da outra ponta do mundo se for preciso.

WILD CREATION

Há uma preocupação crescente com as espécies em via de extinção, quer sejam animais ou vegetais. Cada vez são feitos maiores esforços de preservação das plantas nos seus habitats, e felizmente há mais consciência da importância da biodiversidade e da sua conservação. Começa a haver a consciência que não se devem danificar e eliminar as plantas à nossa volta, devemos promover sempre a sustentabilidade e a preservação do meio ambiente e a naturalização do mesmo.

MINIPLANTAS

Esta moda, que começou já há alguns anos com o reaparecimento dos terrários (que ciclicamente aparece e desaparece), tem vindo a crescer à medida que o mercado vai respondendo de forma positiva, disponibilizando uma cada vez maior variedade de plantas mini.

Estas plantas nunca vão crescer muito (pois estão desenvolvidas geneticamente para que isso não aconteça), logo são fáceis de cuidar e adaptáveis a todo o tipo de espaço e qualquer tipo de casa e de decoração.

A tendência é para misturar várias em terrários abertos de vidro, pendurá-las em vasos ou ter uma coleção em prateleiras com pequenos vasos.

A MUDANÇA COMEÇA EM CASA

Comece por cuidar da vida no seu jardim, na sua propriedade, da sua rua, pequenos gestos, pequenos passos que são muito mais fáceis e mais eficazes do que querer cuidar e mudar o planeta inteiro e os outros. Perceber o que cada um pode fazer pelo planeta, este é o caminho para uma maior sustentabilidade. Fazer pequenas mudanças todos os dias, muitas delas algumas das tendências de que falei anteriormente, e ensinar as crianças o caminho da sustentabilidade e do respeito pela natureza!

AS FLORES SÃO OS NOVOS ABRAÇOS

Oferecer e receber flores são atos que desenvolvem as hormonas da felicidade e fazem bem à saúde. Não podíamos dar abraços, não podíamos dar beijos, não podíamos quase sair de casa, mas podíamos comprar plantas e flores.

O mercado das flores de corte foi dos que mais se ressentiu com a pandemia (pois vive principalmente de eventos e estes não existiram durante quase um ano e meio), por isso comprar e oferecer flores passou a ser uma forma de comunicar e esperemos que não se perca, pois a linguagem das flores é universal!

https://gardenmediagroup.com

Poderá Também Gostar