Aromáticas e Medicinais

Tramazeira, uma planta útil para a saúde

A tramazeira, Sorbus aucuparia, árvore que dá pelo nome de rowan ou Mountain ash (Freixo da montanha), em inglês, pertence à família das Rosáceas. É considerada desde a Antiguidade como mágica e sagrada, especialmente para os Celtas e outros povos do Norte da Europa. Em português é ainda conhecida por cornogodinho, sorveira-dos-passarinhos ou apenas sorveira.

Apresenta casca cinzenta avermelhada e lisa. Possui folhas compostas, cachos de flores brancas (maio-julho) e frutos redondos (bagas), laranja-avermelhado (setembro), de cheiro suave e sabor açucarado.

História

Muito antes da era cristã já era uma das árvores mais reverenciadas e utilizada em rituais religiosos e em magia popular. Está associada à proteção contra a bruxaria, o mau-olhado e as trovoadas. Era comum plantarem uma sorveira à entrada das casas ou então apenas alguns ramos pendurados nas portas ou em forma de talismãs, feitos com a sua madeira morta.

Os pastores das terras altas da Escócia acreditavam que uma vara feita desta madeira para conduzir o gado, os protegia contra os maus espíritos.

Mais tarde, já na era cristã, faziam pequenas cruzes com ramos atados por uma fita vermelha que se penduravam por cima das portas na época da Páscoa ou nos rituais da primavera.

Esta planta está muito ligada às runas (antigo oráculo Celta) cujo nome em Inglês rowan. É derivado da palavra runa que significa, segredar ou murmurar; acreditando-se que as runas sopram ou murmuram segredos no coração de quem as consulta.

Composição

O fruto contém sorbitol, taninos, ácido málico e sórbico, açucares e vitamina C. As sementes contêm glicósidos cianogénicos que em contato com a água, produzem ácido prússico; extremamente venenoso para os seres humanos mas não para os pássaros.

Utilizações

Os frutos são usados para fazer conservas e bebidas alcoólicas. A infusão de frutos de tramazeira é útil no combate à diarreia e hemorróidas. Estas infusões podem utilizar-se também em gargarejos para tratar inflamações da boca e garganta e loções contra corrimentos vaginais e hemorróidas.

A compota feita a partir das bagas é uma forma de destruir os componentes indigestos, pela fervura, e consumir assim os seus nutritivos frutos que ajudam a fortalecer o sistema imunitário e a limpar o sangue.

Uma decocção feita a partir da casca do tronco tem propriedades bastante adstringentes. Pode ser utilizada para tratar problemas digestivos, irritações das mucosas, gastrites ou diarreia. Pode ter ainda um uso externo para cicatrizar e desinfetar cortes e feridas.

Jardim

É uma bonita árvore ornamental muito procurada pelos pássaros.

Fotos: GettyImages

Gostou deste artigo? Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest e subscreva o nosso canal no Youtube.

Poderá Também Gostar