Decoração Jardins Viagens

Saiba quais são as tendências de jardinagem 2019

Mais uma vez teve lugar em Colónia na Alemanha a maior feira de jardins e jardinagem da Europa. A Spoga + Gafa reúne as empresas mais emblemáticas do setor e dita as tendências.

Esta é a feira que não se pode  perder para se perceberem quais as tendências do mercado dos jardins e da jardinagem e perceber quais os materiais, plantas e estilos mais trendy do momento.

Sustentabilidade e jardinagem Bio

A preocupação com o ambiente, poupança de luz, de energias, reciclagem, etc, são constantes que aparecem transversalmente nos produtos para jardins: desde os vasos com autorega, às ferramentas e vasos fabricados em materiais reciclados como papel, plástico, madeira e plástico. A preocupação com o comércio justo e com os produtores locais, faz a diferença e são muitos os produtos étnicos que aparecem já com este selo, desde cestos, esculturas em madeira, tecidos, baloiços, redes, etc.

Aparecem no mercado cada vez mais produtos orgânicos que garantem uma jardinagem sustentável e de fácil utilização, desde fertilizantes, substratos, herbicidas e fungicidas, misturas de sementes que atraem insetos úteis e que contribuem para a biodiversidade, casas e comedouros para atrair pássaros aos jardins, e muitas outras soluções.

Jardinagem e horticultura urbana

Cada dia há mais adeptos de cultivar em casa, na varanda, no terraço ou no seu pequeno jardim urbano. Cada vez são mais as pessoas que voltaram a ter o gosto por cultivar, plantar, semear, nem que sejam as suas ervas aromáticas, plantas suculentas, algumas hortícolas, pequenos frutos, etc. Para acompanhar esta procura o mercado cada vez mais fornece as soluções adequadas a cada necessidade.

Uma das novidades de que mais gostei, foram os sistemas de luz LED que imitam a luz do sol (desde o nascer ao pôr) e, fornecem às plantas as horas de sol e luz necessárias quando as casas não possuem estas condições.

Estilos e tendências

Os estilos de decoração e de ambientes são muitos e variados, há um pouco para todos os gostos. O que é bastante evidente é que o interior passou para o exterior o chamado in out, em que os móveis tanto podem ser de interior como de exterior, os espaços de estar são uma extensão de casa, são verdadeiras salas de estar ou de jantar exteriores.

Podemos destacar algumas tendências que nos pareceram mais evidentes:

O estilo cozy e cool

Tem como mote a criação de espaços descontraídos com grande conforto, sofás, cadeirões, baloiços, redes, etc, tudo o que convide a relaxar no exterior.

O estilo escandinavo

Esta é uma tendência também na decoração de interiores, um estilo depurado, quase um rústico chic e trendy.

O estilo étnico e hippie chic

Com a globalização o comércio do mundo invadiu os mercados, as cestas, peças em madeira,  cores e padrões fortes e coloridos que nos transportam para a África ou Ásia.

O design

Será sempre uma tendência, com peças intemporais de materiais nobres, tecnologia e ergonomia associadas. Para um público mais urbano depurado e também minimal que está na disposição de pagar para ter peças exclusivas e de grande qualidade, quer sejam peças de mobiliário, lareiras de exterior, candeeiros, vasos, esculturas ou elementos de água.

A grande moda: plantas em casa 

Se há moda que veio em força e para ficar foi a utilização de plantas de interior na decoração das casas, quer seja em versão selva urbana, catos e suculentas, trepadeiras, etc.

As plantas trazem bem estar, bom ambiente e ainda purificam o ar. São indispensáveis dentro de casa, estamos na era do greennery que veio para ficar

Selva urbana

Gosto especialmente do tema selva urbana, o hastag #urbanjungle invadiu o Instagram e o Pinterest e plantas enormes voltaram a fazer parte das decorações. Em grandes vasos, em cestos pendurados, em prateleiras, no chão, em suportes, em cima das mesas! Todos os sítios são bons para colocar plantas, deixaram de ser acessórias para passar a ser fundamentais. Há plantas que estão completamente na mod, a costela-de-adão (Monstera deliciosa) é uma delas.

Também as espadas-de-são-jorge passaram a ser objeto de desejo, plantas como a alocasia, os cróton ou a Ficus lyrata passaram a brilhar dentro de casa. Um dos must have do momento é a Pilea peperomioides a famosa planta-do-dinheiro dos chineses.

Terrários

Uma das peças chave  que voltou, é o terrário fechado em vidro, grandes, médios e pequenos, com kits de ferramentas próprias para trabalhar.

Outdoor kitchen

A par com a tendência de cultivar, cada vez há mais gente a cozinhar e a preocupar-se em ter uma alimentação cuidada, saudável e desfrutada entre família e amigos. Os grelhados são uma excelente opção e os grelhadores quer sejam a carvão, gás ou eletricidade estão cada vez mais disponíveis para todo o tipo de pessoas, quer vivam na cidade, no campo ou na praia.

Materiais e cores

Nota-se no mobiliário de exterior uma predominância de materiais naturais como a madeira, a pedra, o bambu, o sisal, o rattan. As maiores marcas de vasos de plástico acompanham esta tendência, criando vasos com formas próximas dos materiais naturais, acabamento que parece pedra, madeiras, etc. Vasos texturados com formas naturalizadas de frutos, minerais, etc. O barro vidrado com cores variadas e o vidro colorido ou transparente são outras das grandes tendências.

Em termos de cores e padrões podemos dizer que os tons neutros são os preferidos para as peças de mobiliário, beijes, cinzentos, castanhos, branco e preto. Nos acessórios de decoração a cor aparece em várias paletes sendo os tons de verde, rosa  e azul os mais usados.

Os padrões florais estão em alta, bem como os padrões com animais como o pavão e outros pássaros exóticos.

Mais informações: Aqui

Não perca o artigo completo na edição de outubro 2018 da sua Revista Jardins!

Fotos: Teresa Chambel

Gostou deste artigo? Siga-nos no Facebook, no Instagram e no Pinterest e subscreva o nosso canal no Youtube.

Poderá Também Gostar