Pragas e Doenças

Septoria da framboesa

Saiba quais são as principais características desta praga e como combatê-la.

Praga

Septoria, mancha das folhas, Septoriose da framboesa, sinal das folhas (Forma perfeita: Mycosphaerella rubi Forma imperfeita Septoria rubi).

Características

Doença causada por um fungo, que pode ser transmitida ou disseminada pelas gotas das águas das chuvas.

Ciclo Biológico

Os fungos sobrevivem no material vegetal (caules e folhas infectados) que se mantêm no campo, durante o inverno, na forma sexual. Os esporos são depois dispersos pelas águas das chuvas no princípio da primavera, infetando as culturas saudáveis da Framboeseira.

Plantas mais sensíveis

Framboesas.

Danos/Sintomas

No princípio, verificam-se pequenas manchas circulares (2-3 mm de diâmetro), cinzentas-brancas no centro com contornos roxos ou castanhos. Depois, as manchas crescem e ficam castanhas de forma irregular, secando a folha por completo e causando a desfoliação prematura. Normalmente, a infecção estende-se aos pecíolos e caules, podendo levar à morte da planta.

Combate biológico

Prevenção/aspectos agronómicos

Utilização de plantas sadias; evitar plantar quando o tempo está húmido e chuvoso; Destruir as plantas infetadas, queimando-as; Utilizar variedades mais resistentes (“Black Satin”, “Dirksen Thornless” e “Gem”, não sendo 100% eficaz); Fazer rotações, com mais de 4 anos; Podar para facilitar a circulação de ar; Monda de ervas para reduzir a humidade e reduzir a aplicação de adubos ricos em azoto.

Pesticidas biológicos

Aplicar calda bordalesa ou outros fungicidas ricos em cobre (depois da colheita e na primavera, quando rebentarem os novos ramos. Na primavera e verão aplicar infusões de cavalinha (Equisentum arvense).

Fotos: Pedro Rau

Gostou deste artigo? Subscreva o canal da Jardins no Youtube e siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar