Hortícolas e Frutícolas

Tudo sobre o milho

Uma das razões por que planto milho na horta é para complemento alimentar das galinhas, já que no comércio é praticamente impossível encontrar uma variedade que não seja geneticamente modificada. O milho tem o nome científico de Zea mays e pertence à família das Poáceas ou Gramíneas, assim como o trigo e o arroz.

Origem

É originário da América Central e do Sul e aparece na Europa na época dos Descobrimentos. De planta quase desconhecida, tornou-se uma das mais cultivadas e consumidas no mundo inteiro! Produz uma flor masculina na sua parte mais alta, onde surgem os grãos de pólen, e uma flor feminina, que é a espiga, que se situa a meia altura da planta.

Variedades de milho

Existem milhares de variedades de milho e cada região tem a sua. É esta diversidade que permite múltiplas aplicações. Existem variedades para fazer farinha, outras para pipocas, para o consumo natural ou até utilização do milho verde ou milho doce, as tão apreciadas maçarocas. Com o amido de milho ainda se faz uma imitação de plástico, mas biodegradável; faz-se também óleo vegetal para culinária e até combustível.

O perigo do milho geneticamente modificado

As aplicações do milho são tantas dificilmente poderia mencioná-las todas. É devido a este importante valor de mercado que temos empresas gananciosas a tentarem fazer desaparecer as imensas variedades para poderem ser donas do ADN de uma única variedade de milho geneticamente modificado, que, por sua vez, não se pode voltar a cultivar, pois não germina. Além disso, só é possível produzir se usarmos os pesticidas e fertilizantes químicos que estas mesmas empresas produzem. Um terrível monopólio que, se os governos permitirem, poderá ser uma ameaça séria para a saúde e a alimentação mundial. É muito importante que continuemos a semear as nossas variedades regionais.

Cuidados de cultivo

O milho gosta de solo um pouco ácido, com boa drenagem, adubado e boa exposição solar. Deve colocar as sementes numa configuração quadrada ou em duas linhas. Isto é essencial, pois o milho depende do vento para a polinização. As sementes devem ser colocadas a um centímetro de profundidade e estar espaçadas em 20 ou 30 cm. Deve criar pelo menos duas linhas e estas devem estar separadas por 30 a 40 cm. Necessita de uma rega regular para que o solo não fique seco. Tenha em atenção que, se no mesmo local brotarem duas plantas, deve retirar aquela que é mais frágil e plantá-la noutro local.

Quando a colheita atingir uma altura de 50 cm, diminua o número de regas. Se constatar que as folhas enrolam, necessitam de mais água. Deve ser colhido na época certa para garantir que esteja maduro, ou seja, depois do estado de leite, quando os grãos libertam um líquido esbranquiçado. O milho amadurece dentro de 15 a 20 dias depois desse ponto. Depois de colhido, guarde-o em temperaturas baixas.

Qualidades nutritivas do milho

É um dos alimentos mais nutritivos que existem. Além dos minerais, é rico em vitaminas do complexo B, essenciais para o bom funcionamento do sistema nervoso. Estudos realizados em Espanha revelaram que o consumo de milho, associado a cerejas, aveia e vinho tinto, retarda os efeitos da idade. Esses alimentos apresentam alto teor de melatonina, substância produzida em pequenas quantidades pelo corpo, que tem propriedades antioxidantes e atrasa a degeneração das células. O grão também contribui para adiar os processos naturais do envelhecimento portanto ajuda a manter o corpo jovem por mais tempo.

De comer e chorar por mais!

É difícil ter algo melhor que uma boa maçaroca assada com manteiga derretida e um pouco de sal. Muitas pessoas preparam bolos e biscoitos apenas com farinha de trigo, mas a maisena, ou seja, amido de milho, pode dar leveza à massa e uma textura mais delicada aos doces. Utilize só um pouco de maisena se preferir deixar a receita praticamente inalterada, ou vá aumentando a proporção entre as duas farinhas se gostar do resultado.

Sabia que?

Mais de 80% dos produtos industrializados que encontramos nos supermercados contêm milho ou derivados do milho. O amido de milho também é conhecido como “maisena”, uma adaptação da marca comercial original dos Estados Unidos, mas que se popularizou no mundo inteiro. Milho é uma palavra de origem indígena caribenha cujo significado é “sustento da vida”.

Fotos: Pixabay

Siga-nos no Facebook e no Instagram.

Poderá Também Gostar